Rússia investiga morte de diplomata na Turquia

Rússia investiga morte de diploamta na Turquia
Rússia investiga morte de diploamta na Turquia Alexei Druzhinin/Reuters

Um grupo de dezoito investigadores, agentes secretos e diplomatas russos chegou hoje a Ancara, para investigar o homicídio do embaixador russo, Andrëi Karlov, ontem na capital turca. A informação é avançada pelo ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguëi Lavrov que apelou ainda para o facto de não se fazerem “concessões aos terroristas” na crise síria.

Publicidade

As declarações foram feitas, em Moscovo, pelo responsável pela diplomacia russa durante o encontro que manteve com o homólogo turco, Mevlut Cavusoglu. Sergueï Lavrov precisou igualmente que os investigadores estão encarregues de trazer para Rússia o corpo do embaixador russo. Aos 62 anos, Andreï Karlov não sobreviveu aos ferimentos depois de um polícia turco ter disparado vários tiros durante a inauguração de uma exposição fotográfica ontem à noite em Ancara.

Por seu lado, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia anunciou que o nome da rua onde decorreu o homicídio vai passar a ter o mesmo do embaixador russo, uma homenagem ao diplomata russo.
A Turquia que declarou igualmente que as forças de segurança detiveram seis pessoas no âmbito das investigações da morte do embaixador russo Andrey Karlov.

“Não fazer concessões aos terroristas”

Durante o encontro o diplomata russo Sergueï Lavrov apelou ainda para o facto de não se fazerem “concessões aos terroristas” na crise síria. “ Eu espero que as nossas negociações, assim como o nosso encontro tripartido juntamento com o homólogo iraniano nos permitam alcançar acordos e avançar no processo sírio (…) mas sem fazer qualquer tipo de concessões aos terroristas”, indicou Lavrov.

O homólogo turco, Mevlut Cavusoglu, reiterou a vontade da Turquia de “continuar os trabalhos para que se encontre uma solução política para a Síria, assim como a manutenção e desenvolvimento das relações bilaterais”.

Ainda hoje, Sergueï Lavrov vai manter conversações com o homólogo iraniano, Mohamad Javad Zarif, para preparar o encontro tripartido, Rússia, Turquia e Irão, onde será analisada a crise síria.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI