ALEMANHA/ITÁLIA/TUNÍSIA

Tunísia: 3 detidos ligados ao atentado de Berlim

A polícia italiana em redor do corpo de Anis Amri, abatido em Milão a 23 de Dezembro de 2016.
A polícia italiana em redor do corpo de Anis Amri, abatido em Milão a 23 de Dezembro de 2016. REUTERS/Stringer

Três indíviduos foram detidos na Tunísia, tratam-se de próximos do susposto autor do atentado num mercado de Natal de Berlim na passada segunda-feira que matou pelo menos 12 pessoas e que acabara por ser abatido ontem em Itália.

Publicidade

Entre os 3 detidos na Tunísia, tidos como extremistas islâmicos, constam um sobrinho do autor do atentado de Berlim, revelou o ministério tunisino do interior.

O sobrinho de Anis Amri teria prestado vassalagem ao Estado Islâmico num video enviado para o tio na Alemanha, ambos comunicavam pela aplicação codificada Telegram.

A organização terrorista que já divulgara idêntico video por parte do autor do atentado de Berlim.

As detenções ocorreram no norte e centro da Tunísia, país natal de Anis Amri, os presos têm entre 18 e 27 anos.

Numa altura em que as autoridades procuram perceber como é que Amri chegou aos subúrbios de Milão, tendo sido descoberta na sua mochila um bilhete de comboio a partir de Chambéry, centro leste da França, rumo precisamente à Itália.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI