Reino Unido

Reacções à morte de George Michael

George Michael em concerto em Paris, outubro de 2006.
George Michael em concerto em Paris, outubro de 2006. REUTERS/Benoit Tessier

 O mundo da música foi apanhado de surpresa com o anúncio da morte de George Michael, aos 53 anos.Nas redes sociais, são já muitas as reacções à morte do cantor britânico.

Publicidade

 O mundo da música foi apanhado de surpresa com o anúncio da morte de George Michael. O músico faleceu ontem, aos 53 anos, vítima de falha cardíaca, revelou esta segunda-feira à BBC o seu agente, Michael Lipman.
Quis a ironia do destino que o autor de "Last Christmas" (um dos mais badalados hinos de Natal), falecesse no dia 25 de dezembro.

Nas redes sociais, são muitas as reacções à morte do cantor britânico.
Duran Duran, Brian May, Ryan Adams, Liam Gallagher, são algumas das celebridades que lamentam a morte de George Michael.

Questlove, dos The Roots, confessa via Twitter, já não ter "forças para escrever sobre os nossos grandes", numa alusão ao facto de, ao longo do ano, terem falecido figuras como David Bowie, Prince ou Leonard Cohen.
Também Elton John disse estar em estado de "choque", partilhando uma foto ao lado de George Michael, escrevendo do cantor que era "um grande amigo, uma das almas mais caridosas e um artista brilhante".
O antigo parceiro de George Michael nos Wham!, Andrew Ridgeley (ridgeli), disse estar "destroçado" - tal como "o mundo da música e o mundo em geral" .

Da colaboração entre ambos, surgiram alguns dos temas mais icónicos dos anos 80, como "Wake Me Up Before You Go-Go" e o incontornável "Last Christmas".

George Michael estava a preparar um novo álbum, e um documentário, de título Freedom.

PAP Reacções à morte de George Michael

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI