Sociedade/Rússia

Rússia: encontrada caixa-preta de avião despenhado no mar

Navios da Marinha  russa prosseguem as  buscas no Mar  Negro, depois do acidente  Tupolev. 26 De dezembro de 2016
Navios da Marinha russa prosseguem as buscas no Mar Negro, depois do acidente Tupolev. 26 De dezembro de 2016 REUTERS/Maxim Shemetov

A principal caixa-preta do avião militar russo que se despenhou no Mar Negro com 92 pessoas foi recuperada durante as buscas que estão a ser efectuadas , com o objectivo de estabelecer as causas do acidente . O anúncio da recuperação do principal gravador de voo do Tupolev, foi feito pelas autoridades russas.Estas últimas realçaram que foram também recuperados pertences das vítimas e restos de corpos. Sublinhe-se que na realidade os gravadores de voo, mais conhecidos pelo nome de caixa-preta, são antes de cor de laranja vivo com tiras reflectoras,de forma a serem fácilmente identificados.

Publicidade

 

Segundo um comunicado do Ministério da Defesa russo, a principal caixa-preta do avião que transportava 92 pessoas foi recuperada às 5h42, hora de Moscovo, 2h42 GMT, à 1.600 metros da terra à uma profundidade de 17 metros. O gravador encontrado está a ser decifrado por peritos, na região de Moscovo.

 A descoberta da caixa-preta ocorre num momento em que os socorristas prosseguem as buscas, para recuperar corpos e resíduos do avião . Na operação estão empenhados 192 mergulhadores, 45 navios , 12 aviões, cinco helicópteros e quinze máquinas de águas profundas. O Ministério da Defesa russo informou que cinco fragamentos do avião, incluindo uma parte da fuselagem e do motor , foram encontrados durante a noite à 30 metros de profundidade acerca de 1.700m da terra. A mesma fonte anunciou posteriormente a descoberta de mais três pedaços, entre estes o trem de aterragem e uma parte do motor.

 Os serviços de segurança federais russos estão a examinar quatro causas possíveis do acidente, designadamente um erro de pilotagem, uma avaria técnica, combustível avariado, bem como um objecto no motor.

De acordo com o Ministério da Defesa russo foram recuperados do mar até ao momento, 12 corpos e 156 restos de corpos que foram enviados para Moscovo a fim de  que sejam  identificados o ADN.

         

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI