Pearl Harbour

Shinzo Abe e Barak Obama em Pearl Harbour

Memorial do USS Arizona, construido sobre o couraçado afundado a 7 de Dezembro de 1941
Memorial do USS Arizona, construido sobre o couraçado afundado a 7 de Dezembro de 1941 DR

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, realiza hoje uma visita histórica a Pearl Harbour, em companhia do Presidente norte - americano, Barak Obama. A visita ao “Memorial do USS Arizona" será um momento de grande solenidade e emoção. No momento em que os Estados Unidos se preparam para receber um novo Presidente na Casa Branca, a 20 de Janeiro, Shinzo Abe et Barack Obama desejam deixar bem clara a singularidade da aliança entre Washington e Tóquio.

Publicidade

Fez este ano 75 anos que ocorreu o ataque surpresa japonês a Pearl Harbor, a principal base naval americana no Pacífico, na manhã de 7 de dezembro de 1941.

É a primeira vez que um dirigente japonês visita este memorial, construído no início de 1960, e que atrai mais de dois milhões de turistas por ano. Acessível apenas de barco, o monumento, todo branco, foi erguido sobre os destroços do "USS Arizona". Neste memorial-museu, há uma imensa parede sobre a qual estão gravados os nomes dos 1.177 americanos que perderam a vida a bordo do "USS Arizona".
 

"Jamais devemos repetir o horror da guerra", declarou o primeiro-ministro japonês antes de sua partida. "Junto ao presidente Obama, quero expressar ao mundo inteiro este compromisso com o futuro e o valor da reconciliação", sublinhou.
 

Tal como Barak Obama fez, durante sua visita a Hiroshima, em Maio, Shinzo Abe não tem a intenção de pedir perdão, mas apenas homenagear as vítimas e celebrar a firmeza da aliança entre dois antigos inimigos, hoje aliados.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI