Relações Internacionais/ Reino Unido

Reino Unido: Theresa May define futuro Brexit

Primeira-Ministra da Grã-Bretanha,Theresa May. Londres.17 de Janeiro de 2017
Primeira-Ministra da Grã-Bretanha,Theresa May. Londres.17 de Janeiro de 2017 REUTERS/Kirsty Wigglesworth/Pool

A Primeira-Ministra britânica , Theresa May, explicou nesta terça -feira qual a será a estratégia do seu país, no seu processo para retirar-se definitivamente da União Europeia. Theresa May, afirmou durantre no seu discurso relativo ao Brexit, que a saída da Grã-Bretanha não visa voltar à uma Europa do passado, mas sim transformar o Reino Unido numa verdadeira nação globalista . Segundo a chefe do governo britânico, o Reino Unido não corta os seus laços defintivamente com a União Europeia, ao contrário a sua intenção é criar as condições para uma nova parceria com Bruxelas.

Publicidade

  

Até a data tida como confusa sobre a sua estratégia visando retirar definitivamente o Reino Unido da União Europeia, a Primeira- Ministra Theresa May, defendeu na terça-feira uma saída clara e sem subterfúgios dos britânicos da organização de Bruxelas. O processo do Brexit será encetado até ao fim do mês de Maio e a chefe do Governo britânico sublinhou que o objectivo do Reino Unido, não é cortar os laços com a Europa de Bruxelas, mas criar as condições para uma nova parceria mais flexível e construtiva, bem como para que a Grã-Bretanha possa tornar-se uma Nação mais global. Theresa May realçou que a saída do Reino Unido da União Europeia não significa a apologia à uma Europa do passado,em que a realidade caracterizava-se pela falta de segurança colectiva e a inexistência de relações comerciais livres.

 

Theresa May. 17.01.2017

 "Nós não queremos voltar ao passado, à uma época em que a Europa era menos pacífica, menos segura e em que nao se podia ter relações comerciais livremente. Nós continuaremos a ser parceiros fiáveis , aliados voluntários e amigos próximos. Desejamos comprar os vossos produtos e serviços e vender os nossos . Ter relações comerciais r com vocês da maneira mais livre possível e trabalhar em conjunto, para fazer com que sejamos mais seguros e mais prósperos graças à contínua amizade. Por isso nós queremos uma nova e equitativa parceria. Não queremos ser um membro parcial, um parceiro associado da União Europeia ou um estatuto que nos deixe com um pé dentro e outro fora . O Reino Unido vai sair definitivamente da União Europeia. E a minha tarefa , é obter o melhor acordo possível para a Grã-Bretanha neste processo. Uma nova e construtiva parceria entre a Grã-Bretanha e a União Europeia".

  O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk considerou que desta vez, o discurso pronunciado por Theresa May , foi muito mais realista do que anteriormente. Segundo um porta-voz da Comissão , o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker tinha sido préviamente informado sobre o discurso da Chefe do Governo britânico.. Margaritis Schinas da Comissão de Bruxelas declarou que Juncker está regularmente em contacto com Theresa May. " O essencial é que o processo de retirada do Reino Unido da União Europeia, se faça de maneira ordenada ", concluiu Michel Barnier,comissário encarregado de coordenar as negociações sobre o Brexit, em nome União Europeia.            

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI