Acesso ao principal conteúdo
Relações Internacionais/Estados Unidods

Encontro entre Donald Trump e Theresa May aborda relações transatlânticas

Presidente dos Estados  Unidos Donald Trump  e  Primeira-Ministra  do Reino  Unido Theresa May  em conferência de imprensa.Washington. 27 de Janeiro de 2017.
Presidente dos Estados Unidos Donald Trump e Primeira-Ministra do Reino Unido Theresa May em conferência de imprensa.Washington. 27 de Janeiro de 2017.
Texto por: RFI
4 min

O Presidente Donald Trump acolhe nesta sexta-feira, a primeira estadista na pessoa da Primeira-Ministra britânica Theresa May. Depois do voto favorável à saída do Reino Unido da União Europeia em 23 de Junho de 2016, a Senhora May tenciona redinamizar as relações entre Londres e Wasghington designadamente no domínio económico. Segundo os analistas, a vontade do Presidente Trump de optar pelo modelo bilateral em matéria de relações económicas poderiar mudarradicalmente as regras do comércio mundial.

Publicidade

 

O encontro de Washington entre o Presidente Donald Trump e a Primeira-Ministra britânica Theresa May é avaliado como um momento crucial nas relações transatlânticas, que foram abaladas pela eleição de Trump e a sua vontade de repensar a NATO, as Nações Unidas e outras instituições representativas da chamada ordem mundial liberal .A visita de Theresa May à Washington tem um duplo objectivo, influenciar Donald Trump na sua visão do mundo e materializar uma ofensiva de charme. May deve oferecer a Donald Trump uma taça trocada pelos chefes tradicionais das terras altas da Escócia, num aceno à ascendência escocesa do Presidente dos Estados Unidos,cuja mãe é oriunda da ilha de Lewis.

Independentemente das manifestações de amizade, Theresa May deseja sobretudo obter do novo Presidente americano o seu apoio, para garantir as condições que contribuiram para a segurança na Europa desde a Segunda Guerra Mundial. O Presidente Trump tinha considerado a NATO um organização obsoleta e exprimiu o desejo de reaproximar-se da Rússia. Em declarações após o seu encontro com Donald Trump, a chefe do governo britânico afirmou o Presidente americano apoia à 100% a NATO. Trump considerou também que ainda muito cedo para levantar as sanções aplicadas à Rússia.Theresa May corroborou que as citadas sanções devem ser mantidas.

Em contrapartida a ruptura dos Estados Unidos com o comércio multilateral e a sua preferência pelos acordos bilaterais, poderia satisfazer os objectivos de Theresa May, que à luz do Brexit, procura novos mercados para a economia do Reino Unido. De acordo com Theresa May,o chefe de Estado americano aceitou um convite para visitar o Reino Unido.

 

  

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.