Estados Unidos

Trump reafirma os seus princípios no Congresso

Presidente Donald Trump ontem no Congresso
Presidente Donald Trump ontem no Congresso ©REUTERS/Jim Lo Scalzo

Ontem em Washington, o Presidente americano Donald Trump apresentou as linhas mestras da sua política aos parlamentares do Congresso, um discurso durante o qual reafirmou o seu lema "América primeiro".  

Publicidade

"O meu trabalho não é representar o mundo. O meu trabalho é de representar os Estados Unidos". Esta declaração proferida ontem no Congresso poderia resumir a mensagem que Donald Trump tentou passar aos congressistas para justificar nomeadamente a sua decisão de aumentar as despesas militares em detrimento da educação e da diplomacia, uma medida da qual já se tinha conhecimento antes de ele se apresentar junto dos parlamentares.

Durante esta sessão que durou mais de uma hora, o Presidente americano reiterou o compromisso do seu país para com a NATO mas tornou a reclamar que os seus aliados abram mais os cordoes à bolsa. Outro lema que repetiu foi a decisão de encetar em breve a construção do muro na fronteira com o México. Contudo, noutros aspectos da política de imigração que pretende aplicar, notou-se alguma inflexão. Ao confirmar estar a remodelar o seu decreto, Trump defendeu uma política de imigração selectiva, citando como exemplos o Canadá e a Austrália, falando em sistema "ao mérito".

Relativamente a outro cavalo de batalha, a remodelação do sistema de saúde, Trump apelou o Congresso a revogar o Obamacare e reformar o sistema através da adopção de novas medidas em torno dos custos, da escolha e acesso ao seguro de saúde. Ainda a nível da sua política interna, Trump prometeu uma diminuição da pressão fiscal sobre a classe média e as empresas e disse tencionar igualmente apostar no investimento de 1000 biliões de Dólares a favor das infra-estruturas, os seus princípios de base sendo "comprar americano" e "empregar americano".

Este discurso seguido não só pelos congressistas como também pelos telespectadores parece ter convencido alguns deles. De acordo com uma sondagem da CNN, 57% dos inquiridos consideraram muito positivo o discurso do Presidente e 69% declararam-se mais optimistas quanto ao futuro do país.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI