Convidado

Arnaldo Gonçalves: "politicamente é impossível ofensiva americana na Coreia do norte"

Áudio 07:49
O ditador norte-coreano, Kim Jong-il, que a 7 de março voltou a disparar mísseis nucldar no mar do Japão
O ditador norte-coreano, Kim Jong-il, que a 7 de março voltou a disparar mísseis nucldar no mar do Japão KCNA/via REUTERS

No nosso Convidado os últimos testes nucleares norte-coreanos, as duas Coreias, a China e os Estados Unidos, na companhia de Arnaldo Gonçalves, especialista de Relações Internacionais em Macau.O ditator da Coreia do norte, Kim Jong-il, continua a provocar o mundo e a comunidade internacional, tendo ameaçado esta terça-feira, (14) os Estados Unidos com ataques nucleares impiedosos por terra, ar e mar, se o governo americano continuar com as suas operações aéreas na perspectiva de atacar o território norte-coreano.Estas ameaças surgem dias depois de as autoridades norte-coreanas terem lançado novos mísseis nucleares no mar do Japão, como represália aos exercícios militares americanos de apoio à Coreia do Sul.O novo presidente americano, Donald Trump, declarou repetidas vezes, que não toleraria as provocações das autoridades norte-coreanas e que poderia bombardear o dispositivo nuclear norte-coreano.O nosso entrevistado, Arnaldo Gonçalves, especialista de Relações Internacionais, considera "politicamente impossível" um ataque dos Estados Unidos contra instalações nucleares da Coreia do Norte.