Mundo

Autor do ataque no metro será cidadão russo nascido no Quirguistão

REUTERS/Anton Vaganov

"O bombista suicida do metropolitano de S. Petersburgo era um cidadão do Quirguistão. Akbarjon Djalilov nasceu em 1995" avançou, esta manhã, o porta-voz dos serviços de segurança de Bishkek, capital do Quirguistão.

Publicidade

Uma explosão na estação de metro de Sennaya Ploshchad, na cidade de São Petersburgo, fez pelo menos 14 mortos e 62 feridos, avançou esta manhã a ministra da saúde da Rússia, Veronika Skvortsova.

Onze pessoas morreram no local das explosões, outras três nos hospitais para onde foram levadas ; "49 pessoas continuam internadas e outras 13 já tiveram alta".

As autoridades russas avançam que o atentado terá sido cometido por um cidadão russo com raízes no Quirguistão. Os serviços de segurança do Quirguistão revelam que o suspeito nasceu no país; "provavelmente, o terrorista do metro de São Petersburgo é um nativo do Quirguistão que agora é cidadão russo", afirmou um membro do Comité de Segurança Nacional do país asiático.

O Presidente norte-americano telefonou a Vladimir Putin para lhe garantir "total apoio" na procura pelos responsáveis do ataque, para que podem ser capturados e julgados. "Tanto o Presidente Trump como o Presidente Putin concordaram que o terrorismo deve ser derrotado de forma rápida e decisiva", anunciou a Casa Branca em comunicado.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI