Terrorismo/Suécia

Polícia sueca prende segundo suspeito após atentado de Estocolmo

Habitante de Estocolmo deposita flores em memória das vítimas do atentado de sexta-feira. 08 de Abril de 2017.
Habitante de Estocolmo deposita flores em memória das vítimas do atentado de sexta-feira. 08 de Abril de 2017. TT News Agency/Noella Johansson/via REUTERS

A Polícia sueca deteve um cidadão uzebeque de 39 anos de idade suspeito de ter sido o condutor do camião, com o qual foi cometido o atentado terrorista , no centro de Estcolmo. O chefe dos serviços de informação sueco Anders Thornberg, declarou que o uzbeque apreendido já era objecto de uma ficha de polícia. Por seu lado, o comandante da polícia, Dan Eliasson, afirmou que o detido poderia  sem dúvida ser  o autor do acto terrorista . Quatro pessoas morreram e quinze ficaram feridas no decurso do atentado ocorrido a frente do centro comercial Ahlens, situado na Drottningattan, a maior rua pedonal de Estocolmo. A edil de Estocolmo,Karin Wanngard qualificou o atentado de choque e apelou à unidade os suecos, de forma a preservar as liberdades individuais e  uma sociedade aberta.

Publicidade

 

Um cidadão uzbeque foi detido pela polícia sueca , depois do atentado terrorista ocorrido na sexta-feira, frente ao centro comercial Ahlens, situado na Drottningattan, maior rua pedonal de Estocolmo. Segundo Anders Thornberg, chefe dos serviços de informação,o indivíduo apreendido já possuía uma ficha de polícia. Karin Wannagard, edil de Estocolmo considerou que o atentado representou um choque e apelou os habitantes de Estocolmo a conservar o espírito de unidade , de forma que o acto terrorista não impacte futuramente nas liberdades individuais.

Atentado de Estocolmo: polícia sueca prende mais um suspeito

 Karin Wanngard: " É triste o que se passou.Foi um ataque horrível  ao centro de Estocolmo.Não obstante como cidadãos nos ficámos unidos e conseguimos resolver a situação. Foi um verdadeiro choque. Nos temos uma forte apreensão sobre o que aconteceu, mas ao mesmo tempo ,nós devemos verdadeiramente manter um país, bem como uma cidade onde as liberdades sejam preservadas, para continuarmos a viver numa sociedade aberta".

 As autoridades policiais suecas anunciaram no sábado a prisão de um segundo suspeito. O Primeiro-Ministro sueco, Stefan Lofven informou que o seu país observará na segunda-feira, um minuto de silêncio em memória das vítimas do atentado terrorista ocorrido na sexta-feira em Estocolmo.   

 

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI