Convidado

Dortmund: Derrota após o traumatismo

Áudio 07:59
Os jogadores do Borussia Dortmund jogaram frente ao Mónaco na passada quarta-feira, 24 horas depois das três explosões que explodiram no autocarro da equipa alemã.
Os jogadores do Borussia Dortmund jogaram frente ao Mónaco na passada quarta-feira, 24 horas depois das três explosões que explodiram no autocarro da equipa alemã. PATRIK STOLLARZ / AFP

O Convidado desta quinta-feira é Carlos Vaz Pinto, treinador do Recreativo do Libolo, com quem vamos falar do ataque que ocorreu em Dortmund há dois dias.O autocarro do Borussia Dortmund foi alvo de três explosões que provocaram dois feridos, um polícia e um jogador do clube, o espanhol Marc Bartra. 24 horas depois, o jogo da Liga dos Campeões europeus de futebol entre a equipa germânica e os franceses do Mónaco decorreu, acabando com uma vitória dos monegascos por 3-2. No fim do encontro, tanto o treinador como os jogadores do Dortmund criticaram o facto da partida ter decorrido tão pouco tempo depois.A RFI falou com Carlos Vaz Pinto, treinador do Recreativo do Libolo, clube que também teve um acidente semelhante, visto que na primeira jornada do Girabola, durante a vitória por 1-0 frente ao Santa Rita de Cássia, no estádio 4 de Janeiro no Uíge, incidentes à entrada provocaram 17 mortos e 58 feridos.Para Carlos Vaz Pinto, estes incidentes provocam traumatismos e sobretudo deixam preocupadas as autoridades bem como os atletas sobre a segurança dentro e fora dos estádios. No entanto, o técnico acredita que os jogadores possam ultrapassar estes factos e dar uma outra resposta na segunda mão, no que diz respeito ao Dortmund.