França

Presidenciais: os franceses sustêm a respiração

Cerca de 47 milhões de eleitores têm sido chamados às urnas hoje na primeira volta das presidenciais aqui em França para escolher entre onze candidatos os dois que irão à segunda volta dentro de duas semanas. Praticamente todos os candidatos votaram, o Presidente Hollande tendo votado logo pela manhã na localidade de Tulle, o seu antigo feudo eleitoral.

Publicidade

Abertas desde as 8 horas da manhã, as 66.546 mesas de voto repartidas por todo o território fecham às 19 horas, exceptuando nas grandes cidades como Paris, onde fecham às 20 horas, as estatísticas sobre os vencedores devendo por conseguinte ser conhecidas apenas depois das 20 horas.

Ao meio dia, a taxa de participação ascendia aos 28, 54%, uma taxa praticamente semelhante a anteriores presidenciais, estas eleições sendo contudo em muitos aspectos sui generis. Para além de ser impossível antecipar quem poderiam ser os dois vencedores da primeira volta, estas são também as primeiras presidenciais que decorrem em pleno estado de emergência. Desde os ataques de 2015, o país tem estado colocado sob alta vigilância. Estas eleições decorrerm portanto sob um apertado dispositivo de segurança, com mais de 50 mil policias e 7 mil militares desdobrados por todo o país.

Apesar de a França estar há largos meses de sobreaviso, ainda na passada quinta-feira um ataque em pleno coração dos Campos Elísios em Paris reivindicado por Daesh vitimou um polícia, homenagens oficiais devendo decorrer esta semana.

Fonte: Ministério do Interior
Fonte: Ministério do Interior

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI