Acesso ao principal conteúdo
Política/Venezuela

Venezuela:escalada da tensão provoca mais uma vítima

Estátua do antigo Presidente, Hugo Chavez é derrubada e despedaçada durante manifestação  em Rosario  de Perija
Estátua do antigo Presidente, Hugo Chavez é derrubada e despedaçada durante manifestação em Rosario de Perija
Texto por: RFI
4 min

A oposição e os seus partidários prosseguem as manifestações através do país contra o governo do Presidente Nicolás Maduro.O crescendo da intensidade dos confrontos entre as forças da ordem e os manifestantes resultou em mais uma vítima na sexta-feira, um jovem de 22 anos, que foi atingido por um projéctil. Hecder Lugo Perez, falecido na cidade de Valencia, é a trigésima sétima pessoa a morrer desde que teve início vítima a vaga de manifestações no dia 1 de Abril. Os opositores exigem a organização imediata das eleições municipais e regionais, adiadas pelo executivo do Presidente Maduro.

Publicidade

 

 Os manifestantes que protestam nas ruas de várias cidades da Venezuela , imputam à gestão do Presidente Maduro a responsbilidade da grave crise económica que afecta o país sul-americano. A penúria de alimentos e medicamentos, bem como outros produtos básicos tem contribuído para uma forte tensão social e política na Venezuela, caracterizada por um diálogo de surdos e acusações mútuas entre o executivo e a oposição, maioritária na Assembleia Nacional.

 O descontentamento dos anti-Maduro registou uma escalada na municipalidade de Rosario de Perija, onde jovens manifestantes incendiaram e derrubaram, assim como destruíram uma estátua do antigo presidente Hugo Chavez,falecido em Março de 2013, tido como o mentor de Nicolás Maduro. Cenas de pilhagem tiveram lugar durante a semana nalgumas cidades , nomeadamente em Valencia, que aparentou-se à uma zona sinistrada, com  grades de protecção vergadas e vitrinas de lojas partidas. De acordo com a Câmara de Comércio de Valencia , pelo menos 70 lojas foram saqueadas. Hecder Lugo Perez,um jovem de 22 anos foi  atingido por  um projéctil no decurso dos confrontos com as forças da ordem.Ele  faleceu, elevando para 37 o  número de  vítimas desde que teve início no dia 1 de Abril a crise aberta entre o executivo e os seus adversários políticos.   

 O Presidente Nicolás Maduro continua a resistir aos pedidos da oposição, para a organização de eleições municipais e  regionais , porque segundo os analistas, beneficia do apoio das altas patentes militares do  país. Derrotado nas últimas presidenciais, o opositor Henrique Capriles declarou às agências noticiosas, que oficiais de patente mediana foram  detidos , por terem recusado reprimir as manifestações. Uma marcha de mulheres vestidas de branco , está prevista para este sábado em Caracas, em sinal de protesto contra o executivo liderado por Nicolás Maduro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.