União Europeia

Mal-estar entre Roma e Viena face ao afluxo de migrantes

Polícias austríacos na fronteira com Itália em 2016.
Polícias austríacos na fronteira com Itália em 2016. GIUSEPPE CACACE / AFP

A Itália está novamente a enfrentar uma vaga massiva de chegada de migrantes, o que levou a Áustria a anunciar ontem que iria reforçar os controlos na sua fronteira com a Itália. Face à reacção irritada de Roma, a Áustria voltou hoje atrás e disse que não havia necessidade de fazê-lo.

Publicidade

A 3 meses das legislativas antecipadas, e tal como já o fez nos anos anteriores, numa entrevista publicada ontem, o governo austríaco referiu que tinha à sua disposição quatro veículos blindados e 750 militares disponíveis no quadro de um reforço "em breve" dos controlos na fronteira com Itália, face a um novo afluxo massivo de migrantes.

De acordo com a Organização Internacional das Migrações, mais de 85 mil migrantes chegaram à Itália desde o começo do ano. Contudo, apesar de Roma enfrentar um aumento de chegadas de 20% comparativamente ao ano passado, o mesmo não sucede com a Áustria onde os níveis de chegadas permanecem estáveis. Segundo as forças de segurança do Tirol, região austríaca que faz fronteira com a Itália, são interceptados diariamente 15 a 25 migrantes. Daí a incompreensão manifestada ontem sem rodeios por Roma, uma mensagem visivelmente ouvida por Viena já que hoje o governo austríaco falou em "mal-entendido" e reconheceu que não havia necessidade de estabelecer medidas excepcionais.

Este recuo chegou em paralelo com novas medidas de apoio por parte da União Europeia. Ontem, a Comissão Europeia anunciou um novo plano de acção sustentado sobre um envelope de 46 milhões de Euros para reforçar o controlo dos fluxos a partir da Líbia e um acréscimo de 35 milhões de Euros para ajudar a Itália a fazer face a estas novas chegadas. Medidas que não passam de "cosmética" para certas organizações que actuam no terreno, nomeadamente para a "Médicos sem Fronteiras".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI