França / Líbia

Líbia : Macron reúne os dois rivais líbios em Paris

Khalifa Haftar(à esquerda) e Fayez al-Sarraj
Khalifa Haftar(à esquerda) e Fayez al-Sarraj Fethi Belaid, Khalil Mazraawi/AFP

O Presidente Emmanuel Macron recebe hoje, em Paris, dois grandes rivais líbios  - o político  Fayez al-Sarraj, e o militar Khalifa Haftar. Em jogo, a possibilidade de alcançar um acordo entre ambas as partes em conflito na Líbia, para tirar o País do caos em que mergulhou em 2011.

Publicidade

Os dois líderes líbios, de facções rivais, vão negociar uma saída de crise na Líbia, com a mediação do Presidente francês. O Marechal Khalifa Haftar, que controla o Leste deste País rico em petróleo, e o primeiro-ministro do governo, apoiado pela ONU, Fayez el-Sarraj, encontram-se pela segunda vez no espaço de três meses, após terem estado em Abu Dhabi, em Maio.

A rivalidade política e os combates entre as milícias rivais impediu que a Líbia recuperasse do caos vivido no país desde a rebelião de 2011, que conseguiu derrubar Muammar Kadhafi, que acabou por ser assassinado.

O Governo de Unidade Nacional de Fayez al-Sarraj tem tido grandes dificuldades para impor sua autoridade, desde Março de 2016. Com efeito, a administração rival, liderada por Khalifa Haftar, sediada a Leste do País, não reconhece o governo de Sarraj.

Duas razões principais levam o Presidente Emmanuel Macron intervir como mediador: Os serviços secretos ocidentais temem que os extremistas do Estado Islâmico se aproveitem do caos para criar redutos na Líbia, à medida que estão sendo expulsos do Iraque e da Síria. Por outro lado, a Líbia tornou-se o ponto de partida de milhares de migrantes africanos que querem chegar à União Europeia.

Outro facto deve ser também tomado em consideração: Os líbios continuam a pensar que a França teve uma grande responsabilidade na actual crise daquele País. Em 2011, a França, liderada pelo Presidente Nicolas Sarkozy, teve um papel de grande importância nas operações que conduziram à queda do Presidente Muammar Kadhafi.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI