Acesso ao principal conteúdo
Futebol

Futebol: Suspensão confirmada para Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo, avançado do Real Madrid.
Cristiano Ronaldo, avançado do Real Madrid. Reuters/Albert Gea
Texto por: Marco Martins
3 min

Os cinco jogos de suspensão foram confirmados pela Federação Espanhola de Futebol (RFEF) contra o internacional português do Real Madrid, Cristiano Ronaldo.

Publicidade

Cristiano Ronaldo, avançado português do Real Madrid, viu confirmado, esta quarta-feira, pelo Comité de Apelo da Federação Espanhola de Futebol, o seu castigo de cinco encontros na sequência da explusão e do empurrão ao árbitro durante a primeira mão da Supertaça de Espanha, entre Barcelona e Real Madrid.

O internacional luso já reagiu com indignação à decisão definitiva na sua conta na rede social Instagram: "Impossível ficar imune a esta situação, 5 jogos!! Parece-me exagerado e ridículo, isto chama-se perseguição! Obrigado aos meus companheiros pelo apoio e aos adeptos!!!".

Além da segunda mão da Supertaça, que se disputa esta quarta-feira, Cristiano Ronaldo vai falhar as quatro primeiras jornadas do campeonato espanhol, com Deportivo, Valência, Levante e Real Sociedad.

Recorde-se que o Real Madrid tinha esperança que a sanção que resultou do duplo amarelo fosse levantada e que Cristiano Ronaldo ficasse habilitado a actuar ainda esta noite no Estádio Santiago Bernabéu, onde se realiza a segunda mão da Supertaça. No entanto o Comité manteve o castigo inicial. De notar que os madrilenos venceram por 3-1 na primeira mão o FC Barcelona.

Em entrevista à RFI Duarte Gomes, antigo árbitro português, admitiu que o Real Madrid não devia recorrer dos castigos: "O que me parece é que o lance não terá sido bem decidido em termos desportivos. Essa decisão parece-me adequada em relação à questão do empurrão até terá levado a medida mínima para situações, eu não diria de agressão, mas de atitudes menos desportivas para com os árbitros. O Ronaldo arriscou-se a ser punido muito mais severamente. Eu penso que acabou por ser um mal menor no meio daquilo que se esperava. Se já teve os jogos mínimos que poderia ter, era melhor deixar como está".

Duarte Gomes explicou também a complexidade deste caso: "O problema é o que ele representa em termos de imagem e de exemplo. O Ronaldo é uma grande referência do futebol mundial e ao dar aquele empurrão, está a legitimar um menino de sete, oito ou dez anos, a fazer o mesmo a qualquer árbitro. Eu estava convencido que a pena seria maior precisamente por causa disso", concluiu.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.