Acesso ao principal conteúdo
Estados Unidos

Trump anunciou novo plano de acção para o Afeganistão

O discurso do presidente Trump sobre o Afganistãosur l'Afghanistan com ensenação especial numa base militar, dia 21 de Agosto de 2017.
O discurso do presidente Trump sobre o Afganistãosur l'Afghanistan com ensenação especial numa base militar, dia 21 de Agosto de 2017. REUTERS/Joshua Roberts
Texto por: RFI
2 min

Donald Trump anunciou ontem o seu plano estratégico para o Afeganistão. Ele refere querer reforçar a presença militar no terreno e a eventualidade de um ataque futuro é uma opção viável, a seu ver. O presidente criticou as gestões militares de Bush e Obama e explicou que uma retirada dos Estados Unidos seria perigosa para a luta contra o terrorismo.

Publicidade

O presidente dos EUA, Donald Trump, causou a surpresa com o seu discurso na noite de segunda-feira (dia 21 de Agosto), ao anunciar uma nova estratégia para o Afeganistão. O Chefe de Estado reconheceu ter mudado de ideias sobre a retirada dos Estados Unidos daquele país que invadiu há 16 anos. No Afeganistão, já estão instalados 8400 soldados americanos, sendo que 6.941 fazem parte das forças da NATO (aliança militar ocidental).

Em ruptura total com Obama, Donald Trump criticou fortemente a gestão militar do antigo presidente que tinha anunciado uma retirada progressiva do Afeganistão.Trump explicou que mudou os seus planos porque considera que uma retirada dos Estados Unidos deixaria um vazio perigoso, que seria preenchido imediatamente pelos talibãs, Al-Qaida e de facções ligadas ao grupo Estado Islâmico.

Ainda não existem informações certas sobre os planos dos Estados Unidos, “Não vamos falar sobre números de soldados ou sobre os nossos planos para as próximas actividades militares. Não vou dizer quando iremos atacar, mas está certo que atacaremos », afirmou Donald Trump.

Segundo o secretário da Defesa James Mattis, 3900 soldatos suplementares poderiam ser enviados para o terreno.

O presidente americano rematou ainda: « Nós não estamos ali para construir uma democracia, mas sim para matar terroristas ».

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.