Acesso ao principal conteúdo
Política/Colômbia

Colômbia: Farc e a metamorfose em partido político

Rodrigo Londoño, líder das FARC. Novembro de 2016
Rodrigo Londoño, líder das FARC. Novembro de 2016 REUTERS/Jaime Saldarriaga
Texto por: RFI
4 min

As FARC( Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) reunem-se neste domingo para preparar o sua próxima etapa, que é a transformação do ex-movimento de guerrilha numa força política. Depois de 50 anos de guerra contra o poder central colombiano, as FARC ambicionam participar activamente na vida política nacional. O seu congresso no qual participam cerca de 1000 delegados, tem como objectivo oficializar as FARC como partido poítico.

Publicidade

Neste domingo, as FARC encetam uma nova etapa da sua existência com a organização do congresso em Bogota, que vai escolher os seus futuros representantes, bem como transformar o ex-movimento de guerrilha num partido político col:ombiano. O Congresso decorrerá até ao dia 31 de Agosto e durante o mesmo, os delegados escolherão o nome do partido e os seus candidatos às eleições gerais de 2018 na Colômbia.

 

De acordo com o ex-comandante das FARC, Carlos Antonio Lozada, no decurso do congresso, será igualmente definido a orientação política do novo partido. Força Alternativa Revolucionária da Colômbia, poderá, segundo Ivan Marquez, ser um dos nomes eventuais do novo partido colombiano. O ex-comandante em chefe das FARC, Rodrigo Londono, afirmou através das redes sociais, que é favorável ao nome de Nova Colômbia.

 

A escolha do nome , segundo o analista Frederic Mass , da Universidade de Externado, tem sido objecto de debate no seio das Farc. Há os que desejam conservar o termo revolucionário   e os que preferem mudar de nome, à fins de mostrar aos colombianos que eles iniciam uma vida nova. O ex-comandante das FARC Pastor Alape, sublinhou que a tendência é, para a criação de um partido com uma base democrática alargada.

 

No dia 1 de Setembro ,será anunciado o nome do partido e os seus candidatos às eleições colombianas de 2018. As FARC convidaram alguns candidatos prováveis à eleição presidencial de 2018, assim como 150 personalidades estrangeiras.

 

Constituídas em 1964 com base numa insurreição camponesa, as FARC tinham inicialmente optado pelo credo comunista. Depois do fim da guerrilha , os termos comunista e socialista foram práticamente excluídos do vocabulário político das FARC.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.