Convidado

O fim do Estado Islâmico: Consequências e Perspectivas

Áudio 07:56
Imagem de Ilustração. Ataque das Forças Armadas sírias em Deir Ezzor. 31 de Outubro de 2017.
Imagem de Ilustração. Ataque das Forças Armadas sírias em Deir Ezzor. 31 de Outubro de 2017. STRINGER / AFP

O autoproclamado Estado Islâmico perdeu, nesta quinta-feira, a última cidade que ainda tinha na sua posse, na Síria. No entanto, a ameaça terrorista não desapareceu e os especialistas apontam para uma estratégia de atentados de tipo guerilha, que vai ser agora desenvolvida pelo Daesh. A RFI falou com António Dias Farinha, especialista do Mundo Árabe, que abordou as consequências que esta derrota vai ter para o Estado Islâmico e para os dois países directamente ligados a este conflito, a Síria e o Iraque.