Mundo

Atentado no Sinai mata pelo menos 235 pessoas

Veículo militar egípcio no norte do Sinai, Maio de 2015.
Veículo militar egípcio no norte do Sinai, Maio de 2015. REUTERS/Asmaa Waguih

Pelo menos 235 pessoas perderam a vida quando um grupo de atacantes fez explodir uma bomba e disparou sobre pessoas numa mesquita no Sinai, no norte do Egipto.

Publicidade

235 pessoas perderam a vida e mais de 120 ficaram feridas num ataque perpetrado esta sexta-feira contra uma mesquita no norte da península do Sinai.

O alvo foi a mesquita Al Rawdah, em Bir al-Abed, a oeste da cidade de Arish. O ataque, que ainda não foi reivindicado, é já considerado o mais mortífero dos últimos três anos na região.

Segundo a agência noticiosa France Presse, os agressores terão chegado ao local em quatro veículos, atingindo os fiéis que se encontravam na mesquita durante as orações desta sexta-feira.

O governo já declarou três dias de luto nacional. O Presidente Abdel Fattah al-Sissi convocou uma reunião de emergência do conselho de segurança egípcio.

As autoridades do Egipto lutam contra as forças do grupo extremista do auto-proclamado Estado Islâmico no Sinai, península fronteiriça com Israel e Arábia Saudita, onde centenas de polícias e soldados foram mortos pelos jihadistas nos últimos três anos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI