Acesso ao principal conteúdo
Alemanha

Angela Merkel obtém acordo preliminar de governação com SPD

Merkel, chanceler alemã da CDU, Horst Seehofer, da CSU e Martin Schulz, líder do SPD, depois do acordo de governaçãoquarters in Berlin, Germany, Janu
Merkel, chanceler alemã da CDU, Horst Seehofer, da CSU e Martin Schulz, líder do SPD, depois do acordo de governaçãoquarters in Berlin, Germany, Janu REUTERS/Fabrizio Bensch
Texto por: João Matos
11 min

Angela Merkel, chanceler alemã, obteve hoje um acordo de governação, com SPD, depois de duras negociações no seguimento das eleições legislativas que deram há mais de 3 meses, uma vitória, mas com uma maioria relativa. O acordo preliminar, já foi aprovado pela direcção do SPD, mas poderá ter de ser validado por um congresso no fim deste mês.

Publicidade

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, da CDU-CSU e os sociais democratas do SPD, conseguiram, esta sexta-feira, 12, um acordo preliminar, que vai permitir que o país tenha governo, desde as eleições de 24 de setembro de 2017.

A direcção do SPD, já validou o acordo, mas em princípio, o partido tem previsto um congresso para 21 de janeiro, para aprovar ou não o acordo.

Mas, certos analistas, pensam que este congresso pode ser anulado, ou mesmo que ocorra, vai validar o acordo de governação.

A nível europeu, nomeadamente, em Paris, o acordo preliminar, entre a CDU-CSU e o SPD, que governaram em coligação antes das eleições, foi bem recebido. 

Em Paris, Benjamin Griveaux, porta-voz do governo francês, reagiu, positivamente, dizendo:

"Boas notícias parecem vir da Alemanha, sob reserva, evidentemente, que seja aceito pelas partes o acordo de coligação que parece ter encontrado entre a CDU-CSU e o SPD."

Mas, vejamos, como é que o acordo está a ser analisado, na Alemanha, com o economista angolano, Domingos Luvumbo, residente em Munique.

Acordo de governo na Alemanha analisado pelo economista angolano, Domingos Luvumbo, em Munique

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.