Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Ataque israelita contra posições iranianas e do Hezbollah na Síria

Ataques israelitas em Damasco durante a noite de 9 de Maio de 2018.
Ataques israelitas em Damasco durante a noite de 9 de Maio de 2018. REUTERS/Omar Sanadiki
Texto por: RFI
2 min

A Síria foi palco de um novo episódio que representa uma escalada de tensão militar e que deixou em alerta a comunidade internacional.

Publicidade

Esta noite, Israel atacou infra-estruturas iranianas na Síria em resposta ao lançamento de projécteis, por forças iranianas, contra parte dos montes Golã ocupada por Israel. Uma escalada de tensão que deixou em alerta a comunidade internacional.

É mais um episódio que aumenta o risco de escalada militar numa ‘guerra por procuração’ em território sírio.

As forças iranianas na Síria dispararam, durante a noite, duas dezenas de projécteis contra posições israelitas nos montes Golã. Em retaliação, o exército de Israel bombardeou infra-estruturas iranianas na Síria.

De um lado, os Estados Unidos condenaram o que chamaram “ataques provocadores" lançados pelo Irão a partir da Síria "contra cidadãos israelitas" e defenderam o direito de Israel a "agir em autodefesa".

Também a Alemanha falou em “grave provocação” das forças iranianas contra as posições israelitas e o Reino Unido exortou o Irão a evitar acções que possam desestabilizar a região.

Do outro lado, a Rússia apelou “ao diálogo" entre Irão e Israel e disse que Moscovo tinha alertado Israel contra "qualquer acção que pudesse ser provocadora".

O governo de Damasco defendeu que os bombardeamentos de Israel contra bases iranianas abrem uma “nova etapa” e um “confronto directo” contra a Síria que está em guerra desde 2011.

A escalada da tensão ocorre num contexto de incerteza em relação ao programa nuclear iraniano, depois de os Estados Unidos terem decidido abandonar o acordo internacional sobre o nuclear iraniano.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.