França/ Dinamarca

Actualidade apanha Macron durante visita à Dinamarca

O Presidente francês, Emmanuel Macron, e o Primeiro-ministro dinamarquês, Lars Loekke Rasmussen
O Presidente francês, Emmanuel Macron, e o Primeiro-ministro dinamarquês, Lars Loekke Rasmussen Ritzau Scanpix/Olafur Steinar Gestsson via REUTERS
Texto por: RFI
3 min

O Presidente francês, Emmanuel Macron, efectua uma visita oficial a dois países nórdicos - a Dinamarca e a Finlândia. Mas a visita do Presidente francês a estes dois países converteu-se hoje numa cruzada a favor dos migrantes, além de ter sido obrigado a comentar a demissão do Ministro de Estado Nicolas Hulot.

Publicidade

O Presidente francês encontrava-se hoje em Copenhaga, capital dinamarquesa, em visita oficial, quando foi apanhado pela actualidade europeia quanto aos migrantes, e pela demissão do Ministro de Estado Nicolas Hulot, tendo sido obrigado a comentar  os dois assuntos.

Quanto à questão dos migrantes, o Presidente francês respondeu às provocações  verbais dos dirigentes húngaro, Viktor Orban, e italiano, Matteo Salvini, que ontem o tinham considerado o seu "principal oponente" na Europa em matéria de migração.

“Se quiseram ver na minha pessoa o seu principal oponente, têm razão. Não cederei frente aos nacionalistas e àqueles que pregam discursos de ódio”, declarou Macron  à imprensa.

Quanto à decisão inesperada do seu Ministro da Transição Ecológica e Solidária, Nicolas Hulot, o Presidente francês comentou a decisão, anunciada durante uma entrevista na rádio, e sublinhou respeitar a liberdade do Ministro. E acrescentou que espera poder contar com ele, se um dia isso for necessário.

Oiça aqui o comentário do Presidente Emmanuel Macron :

Presidente Emmanuel Macron sobre demissão de Nicolas Hulot

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI