Acesso ao principal conteúdo
Síria

Cimeira de Teerão sobre a Síria sem consenso

Vladimir Putin, Hassan Rohani e Recep Tayyip Erdogan em conferência de imprensa no final da sua cimeira tripartida esta sexta-feira 7 de Setembro em Teerão.
Vladimir Putin, Hassan Rohani e Recep Tayyip Erdogan em conferência de imprensa no final da sua cimeira tripartida esta sexta-feira 7 de Setembro em Teerão. Kirill Kudryavtsev/Pool via REUTERS
Texto por: Liliana Henriques
4 min

Decorreu hoje em Teerão a cimeira tripartida Irão/Rússia/Turquia sobre a província de Idlib, no norte da Síria, último reduto rebelde em torno do qual os três principais intervenientes externos no terreno não conseguiram acertar ponteiros quanto à estratégia a adoptar.

Publicidade

A poucas horas do Conselho de Segurança da ONU se reunir a pedido dos Estados Unidos para analisarem igualmente esta situação, continua incerto o destino da província de Idlib. Durante a sua cimeira hoje, tanto o Presidente do Irão como o Chefe de Estado da Rússia consideraram que Damasco deve retomar o controlo de todo o território da Síria. Apesar de ter apelado hoje os rebeldes a deporem as armas, Moscovo juntamente com Teerão preconizaram que se continue a combater "o terrorismo" na Síria, tentando limitar os danos colaterais para os civis.

O Presidente turco, por seu turno, reclamou sem sucesso um cessar-fogo em Idlib, argumentando temer um "massacre". Receio semelhante foi expressado pelas Nações Unidas que antevêem uma "catástrofe humanitária".

Perante o impasse, o Irão, a Rússia e a Turquia estabeleceram agendar uma nova cimeira desta vez em Moscovo para encontrar meios de resolver esta situação. Uma situação que, no terreno, continua a ser de guerra. Esta sexta-feira, bombardeamentos russos contra posições rebeldes em Idlib provocaram a morte de 4 insurrectos e de um civil segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Crónica da cimeira tripartida de Teerão

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.