Acesso ao principal conteúdo
Reino Unido / Brexit

Reino Unido : Conservadores ameaçam Theresa May

Theresa May dirige-se à imprensa, em frente ao 10 Downing Street, em Londres, a 12 de Dezembro de 2018.
Theresa May dirige-se à imprensa, em frente ao 10 Downing Street, em Londres, a 12 de Dezembro de 2018. REUTERS/Peter Nicholls
Texto por: RFI
3 min

Depois do adiamento do voto parlamentar sobre o “Brexit”, acordo que levantou grandes polémicas tanto à esquerda como à direita do xadrez politico, a chefe do governo britânico, Theresa May, enfrenta hoje uma moção de censura por parte dos deputados mais à direita do seu próprio campo - os conservadores - descontentes com o projecto de acordo com a União  Europeia, que eles estimam ser demasiado brando.

Publicidade

Theresa May já resistiu a demissões no Governo, a derrotas no Parlamento e a negociações humilhantes em Bruxelas, mas manteve sempre o espírito de missão e manteve a determinação em concretizar o ‘Brexit’.

Hoje, a líder do partido Conservador britânico enfrenta um desafio diferente, uma moção de censura dos próprios deputados, descontentes com a forma como ela está a conduzir o processo de saída da União Europeia.

Uma parte são eurocéticos, insatisfeitos com o acordo que mantém o Reino Unido próximo da Europa, mas muitos são deputados que ficaram ofendidos com o adiamento na véspera do voto ao acordo, na terça feira, que a Primeira - ministra sabia que ia perder.

Se Theresa May sair derrotada, sai sem glória, mas respeitada por ter lutado até ao fim. Se vencer, será uma batalha ganha, mas continua com uma guerra longa e difícil pela frente. 

Bruno Manteigas, correspondente da RFI em Londres

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.