Acesso ao principal conteúdo
Desporto

Portugal recebe 1ª edição da 'final four' da Liga das Nações

Áudio 05:06
Cristiano Ronaldo, capitão da Selecção Portuguesa.
Cristiano Ronaldo, capitão da Selecção Portuguesa. REUTERS/Rafael Marchante
Por: Marco Martins

Nesta edição do desporto o destaque vai para a primeira edição da Liga das Nações de futebol.A primeira edição da ‘final four’, final a quatro, da Liga das Nações vai decorrer em Portugal. Nas meias-finais a Selecção Portuguesa, com Cristiano Ronaldo, vai defrontar a Suíça, enquanto a Inglaterra vai medir forças com a Holanda.Para Pedro Rebocho, defesa-português do clube francês do Guingamp, a Selecção Portuguesa tem todas as hipóteses de arrecadar o troféu.O tenista português, João Sousa, que esteve em Paris para o torneio de Roland-Garros, afirmou que Portugal tem qualidade para chegar ao título, mas começou por falar da cidade de Guimarães, que vai acolher dois jogos, de onde é oriundo o tenista.As meias-finais da Liga das Nações decorrem a 5 e 6 de Junho, enquanto a luta pelo terceiro lugar e a final da prova vão decorrer a 9 de Junho.No Ténis,Começou nesta segunda-feira a segunda semana do torneio parisiense de Roland-Garros.Na vertente masculina, os favoritos: o espanhol Rafael Nadal, o suiço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic, apuraram-se para os quartos-de-final.Na vertente feminina, a finalista do ano passado, a norte-americana Sloane Stephens apurou-se para os quartos-de-final, no entanto algumas favoritos já foram eliminadas como a espanhola Garbiñe Muguruza, a número um mundial a japonesa Naomi Osaka, ou ainda a norte-americana Serena Williams que venceu três vezes Roland-Garros.No que diz respeito a atletas portugueses, apenas um esteve presente no quadro principal do torneio masculino, João Sousa.O tenista luso admitiu não estar decepcionado com a sua participação e falou nos próximos torneios que vão decorrer em relva, tendo como objectivo o torneio britânico de Wimbledon.Recorde-se que Rafael Nadal é o grande favorito visto que venceu 11 vezes o torneio na vertente de singulares, o recorde na prova.Para fechar o ciclismo,O equatoriano Richard Carapaz, da Movistar, venceu a edição de 2019 do Giro, a Volta a Itália em bicicleta. O equatoriano de 26 anos conseguiu fechar a prova com 1 minuto e 05 segundos de vantagem sobre o italiano Vincenzo Nibali e dois minutos e 30 segundos sobre o esloveno Primoz Roglic, que completou o pódio.No que à vitória da última etapa diz respeito, o grande vencedor foi o norte-americano Chad Haga, da Team Sunweb, à frente dos belgas Victor Campenaerts e Thomas De Gendt, a quatro e seis segundos, respetivamente.De notar que o único português no Giro, Amaro Antunes, que veste a camisola da equipa CCC Team foi 34° na etapa, a 1:10 minutos de Chad Haga, finalizando o Giro no 54° lugar, a mais de duas horas de Richard Carapaz.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.