Acesso ao principal conteúdo
Ciências

Nobel da Física de 2019 com três vencedores

Os três vencedores do Prémio Nobel da Física. 8 de outubro de 2019.
Os três vencedores do Prémio Nobel da Física. 8 de outubro de 2019. Claudio Bresciani/TT News Agency/via REUTER
Texto por: Marco Martins
5 min

O Prémio Nobel da Física 2019 foi atribuído a três cientistas, James Peebles, Michel Mayor e Didier Queloz, por novas teorias em cosmologia e pela descoberta de um planeta extra-sistema solar na órbita de uma estrela como o Sol.

Publicidade

O prémio, no valor monetário de nove milhões de coroas suecas, ou seja 866 mil euros, será dividido em duas partes anunciou a organização.

«A Real Academia Sueca das Ciências decidiu atribuir dois troféus 2019 do Prémio da Física, um para James Peeble por descobertas teóricas em cosmologia física e o outro em conjunto para Michel Mayor e Didier Queloz pela descoberta de um exoplaneta orbitando em torno de uma estrela do tipo solar», anunciou a organização.

Prémio Nobel da Física

A Real Academia Sueca das Ciências quis distinguir as investigações que contribuíram para a compreensão da evolução do universo e o lugar da Terra no cosmos.

O primeiro premiado é James Peebles que decidiu compreender o cosmos ao longo da sua carreira que começou em 1964. Os seus trabalhos teóricos são considerados a base da nossa compreensão moderna da história do universo, desde o Big Bang até os dias actuais.

Quanto a Michel Mayor e Didier Queloz iniciaram uma revolução na astronomia com mais de 4000 exoplanetas encontrados na Via Láctea.

Em 1995, fizeram a primeira descoberta de um planeta fora do nosso sistema solar, um exoplaneta, orbitando em torno de uma estrela do tipo solar, 51 Pegasi.

Entre 1901 e 2018 foram concedidos 112 prémio Nobel da Física, 47 dos quais foram atribuídos apenas a um cientista.

Até agora, três mulheres receberam o Prémio de Física: Marie Curie em 1903, Maria Goeppert-Mayer em 1963 e Donna Strickland em 2018. Entre outras curiosidades, a Real Academia Sueca das Ciências lembra que houve uma pessoa, John Bardeen, que recebeu o Prémio de Física duas vezes.

Crónica de Marco Martins

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.