Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Irão vai deixar de cumprir o acordo nuclear

Hassan Nasrallah advertiu que tropas norte-americanas iam "pagar" pela morte do general Qassem Soleimani e Abou Mehdi al-Mouhandis,
Hassan Nasrallah advertiu que tropas norte-americanas iam "pagar" pela morte do general Qassem Soleimani e Abou Mehdi al-Mouhandis, REUTERS/Aziz Taher
Texto por: Lígia ANJOS
2 min

O Irão anunciou, este domingo, que vai deixar de cumprir o acordo nuclear alcançado em 2015 e cumprir os limites estabelecidos ao enriquecimento de urânio.

Publicidade

O Governo iraquiano convocou hoje o embaixador norte-americano em Bagdad para condenar o ataque que matou um general iraniano e o parlamento pediu a expulsão de tropas norte-americanas do Iraque.

A resolução quer pôr ponto final no acordo com Washington, que levou tropas norte-americanas ao Iraque para ajudar a combater o auto-proclamado Estado Islâmico.

A decisão acontece dois dias depois de uma ofensiva norte-americana ter levado à morte do general iraniano Qassem Soleimani, em solo iraquiano, ascendendo uma escalada da tensão no Médio Oriente.

Donald Trump já advertiu Teerão que os Estados Unidos identificaram 52 locais no Irão e que os atacarão "muito rapidamente e duramente" caso a República Islâmica ataque alvos americanos.

A coligação internacional liderada pelos EUA anunciou a suspensão das suas actividades de apoio e treino às tropas iraquianas, para se concentrar na protecção das bases estacionadas no Iraque, segundo um comunicado oficial.

O Presidente francês, Emmanuel Macron, mostrou estar comprometido em atenuar as tensões e lembrou ao Presidente norte-americanoque "a prioridade será a de dar seguimento à acção da coligação internacional contra Daech, em pleno respeito da soberania do Iraque".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.