Acesso ao principal conteúdo
Saúde

Coronavírus continua a alastrar

Turistas depararam-se esta terça-feira com o museu do Louvre encerrado pelo terceiro dia consecutivo.
Turistas depararam-se esta terça-feira com o museu do Louvre encerrado pelo terceiro dia consecutivo. REUTERS/Benoit Tessier
Texto por: Liliana Henriques
6 min

Segundo um último balanço de fontes oficiais, a epidemia de coronavírus continua a progredir no mundo, com mais de 92 mil casos declarados, entre os quais 3127 mortos em 77 países, a OMS tendo tecido um alerta sobre a possível penúria de reservas de equipamentos de protecção, o que poderia colocar em questão o combate à epidemia no mundo.

Publicidade

Apesar de estar a dar sinais de abrandamento na China onde mais de cinquenta milhões de pessoas têm sido submetidas há várias semanas a medidas rigorosas de quarentena, o coronavírus continua a espalhar-se no resto do mundo. Na Coreia do Sul, registaram-se mais de 500 casos, entre os quais 28 mortos, no Irão, um dos outros países mais afectados, mais de 2300 pessoas foram infectadas sendo que 77 morreram, na Itália já se ultrapassou o patamar simbólico dos 50 mortos e mais de 50 mil pessoas continuam em quarentena.

Aqui em França onde se registaram 204 casos, morreu hoje uma quarta pessoa. As autoridades francesas continuam a tomar precauções, o Presidente Macron tendo anunciado hoje a requisição de toda a produção de máscaras de protecção para serem distribuídas ao pessoal médico e às pessoas infectadas. Por outro lado, continuam a ser anuladas manifestações desportivas como a meia maratona de Paris e instituições culturais como o Museu do Louvre, na capital, permanecem de portas encerradas pelo terceiro dia consecutivo.

A nível do continente africano, onde o número de infecções tem sido menor, apenas o Senegal, a Tunísia e Marrocos confirmaram respectivamente um caso, o Egipto tendo recenseado ontem uma segunda contaminação. Em Cabo Verde, as autoridades confirmaram um caso suspeito de coronavírus na ilha de São Vicente. Trata-se de um cidadão cabo-verdiano regressado recentemente de uma deslocação a Portugal e que se encontra internado desde esta Segunda-feira no Hospital Baptista de Sousa em São Vicente, enquanto se aguardam os resultados dos exames. Mais pormenores com Odair Santos.

Odair Santos, correspondente da RFI em Cabo Verde

Para além do aspecto sanitário, a epidemia tem tido consequências a nível económico. Companhias aéreas estão a reduzir a sua actividade e empresas como a Google incitam os seus funcionários a optarem pelo trabalho à distância. Nos últimos dias, os mercados financeiros viveram o seu pior período desde a crise financeira de 2008 e ontem a OCDE reduziu ontem de 2,9 para 2,4% as suas estimativas de crescimento económico a nível mundial para este ano de 2020.

Perante esta situação, apesar de não terem assumido compromissos no aspecto monetário, os ministros das finanças do G7 garantiram hoje que "vão usar todos os instrumentos necessários para apoiar a economia mundial" actualmente paralisada pelo coronavírus.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.