Acesso ao principal conteúdo
Desporto

Covid-19: Morreu Lorenzo Sanz, ex-Presidente do Real Madrid

Lorenzo Sanz, antigo Presidente do Real Madrid.
Lorenzo Sanz, antigo Presidente do Real Madrid. © REUTERS - ARCIERI
Texto por: Marco Martins
3 min

O Covid-19 já infectou mais de 308 mil pessoas no mundo inteiro e provocou mais de 13 000 mortes. Todas as classes sociais podem ser infectadas e o mundo do desporto não tem escapado a essa crise sanitária: o antigo Presidente do Real Madrid, Lorenzo Sanz, acabou por morrer.

Publicidade

O mundo do desporto também tem sido infectado pelos casos de novo coronavírus. No sábado 21 de Março uma das figuras do Real Madrid, Lorenzo Sanz, acabou por falecer, ele que estava infectado pelo novo coronavírus.

Lorenzo Sanz foi Presidente do clube espanhol entre 1995 e 2000. O ex-líder dos madrilenos tinha 76 anos e encontrava-se hospitalizado em estado considerado grave.

Recorde-se que Lorenzo Sanz foi substituído no cargo de Presidente a setembro de 2000 pelo actual Presidente do Real Madrid, Florentino Pérez. Durante a sua liderança no clube madrileno, Lorenzo Sanz conquistou um campeonato e duas Ligas dos Campeões europeus.

Treinador de 21 anos também morreu

Francisco García, treinador do Atlético Portada Alta, clube da província de Málaga, de apenas 21 anos, também tinha falecido devido ao novo coronavírus.

O jovem técnico pertencia ao grupo de pessoas mais vulneráveis ao vírus, visto que tinha-lhe sido diagnosticada uma leucemia, o que dificultou o combate à infecção.

Paulo Dybala e Paolo Maldini infectados

O avançado argentino da Juventus, Paulo Dybala, confirmou nas redes sociais que o teste que realizou ao novo coronavírus deu positivo. De notar que a namorada do jogador também contraiu o Covid-19.

É o terceiro caso de Covid-19 no plantel da equipa transalpina, isto após o italiano Daniele Rugani e o franco-angolano Blaise Matuidi.

Quanto ao avançado português da Juventus, Cristiano Ronaldo, está na Madeira com a família.

De notar que cinco jogadores da Juventus já saíram da Itália, o que está a provocar alguma polémica. Depois do português Cristiano Ronaldo, do argentino Gonzalo Higuain, do bósnio Miralem Pjanic e do alemão Sami Khedira, no sábado foi a vez do brasileiro Douglas Costa também deixar a cidade de Turim para regressar ao país natal.

Paolo Maldini, director técnico de 51 anos do AC Milan e antigo jogador do clube italiano, e o filho Daniel Maldini, avançado de 18 anos da equipa de sub-21 de Milão, acusaram positivo ao novo coronavírus.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.