Acesso ao principal conteúdo

Em Domingo de Ramos Papa Francisco apela as pessoas a cultivarem solidariedade

Papa inicia Semana Santa com celebração litúrgica sem presença de fiéis
Papa inicia Semana Santa com celebração litúrgica sem presença de fiéis © AFP - HANDOUTCITÉ DU VATICAN, SAINT-SIÈGE
Texto por: RFI
5 min

Numa celebração inédita, Francisco presidiu sozinho à missa do Domingo de Ramos, dentro da Basílica de São Pedro totalmente vazia de fiéis.  O Santo Padre apelou os fiéis a demonstrar coragem e a abrir o seu coração ao amor de Jesus,  perante  esta situação de pandemia, na qual as certezas se desmoronam e as expectativas são traídas. Francisco realçou que a pandemia actual obriga as pessoas a concentrarem-se no essencial, bem como fez uma alusão especial aos idosos, principais vítimas da Covid-19. 

Publicidade

O Papa Francisco celebrou Domingo a missa dos Ramos, que assinala o início da semana Santa de Páscoa, na Basílica de São Pedro deserta, devido à pandemia de coronavírus.           

No passado dia 15 de Março, o Vaticano tinha anunciado que todas as celebrações litúrgicas, da semana da Páscoa, iam decorrer sem a presença física dos fiéis na praça São Pedro.

Domingo foi por conseguinte numa basílica vazia, acompanhado somente por religiosos e religiosas, com uma única pessoa sentada por banco, que o Santo Padre benzeu os ramos, durante a missa transmitida via streaming,  pelo  site internet do Vaticano.

            

Perante a incerteza dos tempos actuais e do futuro, o Papa Francisco realçou a importância da solidariedade entre as pessoas e a necessidade de sermos criativos em matéria de amor, sem ignorarmos todos os que sofrem com a  pandemia da Covid-19.  

Papa Francisco durante a missa de Domingo de Ramos 05 04 2020

"Neste dia penso especialmente nas pessoas que estão sózinhas, para quem é mais difícil enfrentar este momento . Eu  penso sobretudo nos idosos, que me são muito caros.  Não posso  esquecer-me  das  pessoas  infectadas de coronavírus, das pessoas que recuperam nos hospitais , de todos aqueles que se  expõem com a  sua generosidade para  garantir a cura contra esta pandemia, os que que asseguram os serviços  essenciais. Lembro-me  também dos que são confrontados com a recessão económica e estão preocupados com o emprego e o futuro.

É um momento difícil para todos nós e para muitos extremamente difícil. Ajudemos todos os que estão perto de nós e precisam .Rezemos ao Senhor pelos  que estão em provação na Itália e no mundo, com a criatividade do amor".   (Papa Francisco )

Dirigindo-se especialmente aos jovens,aos quais o Domingo de Ramos é consagrado desde há 35 anos, o Papa Francisco frisou que os verdadeiros heróis, de hoje em dia, não são os que têm fama, dinheiro e sucesso, mas sim aqueles que se doam a si próprios para salvar os outros.  

No final da missa e da oração do Angelus, o Santo Padre exortou os jovens a cultivarem a esperança, a generosidade, bem como a solidariedade de que todos precisamos nestes tempos muito difíceis.                

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.