Acesso ao principal conteúdo
União Europeia/Economia

União Europeia: difícil consenso para implementar recuperação económica

Mario Centeno, ministro das Finanças de Portugal e Presidente do Eurogrupo apela a responsabilidade dos vinte e sete membros da União Europeia,para que seja implementado um sólido plano de recuperação económica, a seguir a crise da Covid-19.
Mario Centeno, ministro das Finanças de Portugal e Presidente do Eurogrupo apela a responsabilidade dos vinte e sete membros da União Europeia,para que seja implementado um sólido plano de recuperação económica, a seguir a crise da Covid-19. AFP/Archivos
Texto por: RFI
4 min

Fortemente afectados pelo impacto da crise sanitária desencadeada pela Covid-19, os países  da União Europeia têm dificuldades em definir uma plataforma comum para relançar as respectivas economias. O antagonismo latente entre os Estados do norte e os do sul volta a manifestar-se e o presidente do Eurogrupo e ministro das Finanças português, Mário Centeno apela os seus homólogos a assumir as suas responsabilidades

Publicidade

Há semanas que os 27 membros da União Europeia revelam dificuldades em chegar a um consenso, para implementar um plano de relançamento dasrespectivas economias.

A Itália e a Espanha defendem a criação de um fundo de solidariedade, que seria pago pelo conjunto dos membros da União Europeia, através de um empréstimo efectuado aos mercados financeiros.

 Esta proposta  também chamada de "corona-obrigações"  foi  rejeitada pela Alemanha, a Holanda e outros países ricos  da União Europeia,que considerararam uma tentativa, por parte dos Estados sul, para se aproveitarem dos seus homólogos do norte, que mantêm um rigorosa disciplina orçamental.

A França, segunda maior economia da União Europeia, apoia a proposta da Itália e da Espanha e considera que a destruição económica causada pela Covid-19 exige uma nova maneira na Europa.O governo francês  é favorável à  um plano, que dê prioridade à ajuda mútua entre os vinte sete membros do bloco europeu

Berlim e os seus aliados do norte preconizam que  sejam utilizados os recursos do fundo de emergência europeu  (actualmente com uma capacidade de 410 mil milhões de euros) e que se aguardem os  resultados do estímulo financeiro injectado pelo Banco Central Europeu.

O presidente do Eurogrupo e ministro das Finanças de Portugal, Mário Centeno, tem a difícil missão de levar todos  os membros da União Europeia a concluirem um acordo, para a retoma da economia.

Segundo Centeno,os seus homólogos devem mostrar uma vontade inabalávelde forma a que seja implementado um plano sólido de recuperação das economias europeias. 

Reunião dos ministros das finanças da União Europeia

      

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.