Acesso ao principal conteúdo
coronavírus

Covid-19: Páscoa judaica em confinamento

Páscoa judaica será este ano assinalada em confinamento
Páscoa judaica será este ano assinalada em confinamento REUTERS - AMIR COHEN
Texto por: RFI
2 min

Começam hoje as celebrações da Páscoa judaica, o Pessah, um momento que é normalmente passado em família e que este ano será vivido em confinamento. A epidemia do covid-19 levou Israel a impor um recolher obrigatório até quinta-feira para evitar as deslocações durante o período festivo.

Publicidade

A decisão do governo liderado pelo primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu pretende evitar que as famílias se juntem no tradicional jantar do Pessah. O executivo decretou igualmente um recolher obrigatório, que entrou em vigor esta quarta-feira e deve permanecer até ao início da tarde de quinta-feira.

Ninguém poderá estar mais de 100 metros longe das respectivas casas e todas as lojas, incluindo os supermercados, vão encerrar, de acordo com o decreto. Só poderão circular as pessoas que têm trabalhos considerados essenciais ou que têm de efectuar deslocações por motivos de emergência.

O decreto do governo israelita também define que, a partir do próximo domingo, seja obrigatório que todas pessoas usem uma máscara de proteção individual para cobrir a zona da boca e do nariz. As crianças com menos de seis anos de idade e pessoas com doenças do foro mental não são abrangidas pela obrigatoriedade do uso de máscara.

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, Israel regista, até à data, 72 mortes associadas à doença covid-19, em 9.404 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.