Acesso ao principal conteúdo
Coronavírus

Japão e Rússia reforçam medidas contra covid19 depois de novos casos

O Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe,no dia 7 de Abril  em  Tóquio,quando declarava o estado de emergência nacional, para lutar contra a epidemia de covid19.
O Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe,no dia 7 de Abril em Tóquio,quando declarava o estado de emergência nacional, para lutar contra a epidemia de covid19. REUTERS - POOL
Texto por: RFI
2 min

Japão e a Rússia decidiram, no plano sanitário, reforçar as restrições em matéria de circulação para lutar mais eficazmente contra a epidemia de coronavírus. Na Rússia, a capital, Moscovo, é a que regista mais casos de coronavírus. Todavia o Presidente Putin  receia o possível alastramento da epidemia à outras regiões do país. No Japão as medidas de prevenção sanitária foram igualmente reforçadas e no plano económico o Primeiro-ministro Shinzo Abe decidiu atribuir a cada japonês o montante de mil ienes para minimizar as consequências económicas da crise da covid19.     

Publicidade

No Japão que registou sábado dez mil casos confirmados de coronavírus, dias depois da proclamação do estado de emergência nacional, as autoridades decidiram  reforçar as medidas de restrição, de forma a lutar com mais eficácia contra a epidemia do coronavírus.

Segundo a  televisão pública, NHK, foram confirmados 181 novos casos de covid19,no Japão.

O Primeiro-ministro, Shinzo Abe, tem sido acusado de reagir ineficazmente perante a crise. Abe que recusou implementar mais medidas sanitárias, que possam prejudicar a economia do país, já em recessão, decidiu  atribuir  a,cada japonês, a soma de mil ienes (o equivalente de 930 dólares) para atenuar as consequências da crise sobre a actividade económica.

Na Rússia,onde, de acordo com as autoridades sanitárias, o número de casos ultrapassa sensívelmente os 32 mil, o Presidente Vladimir Putin alertou para um risco elevado de contaminações, sobretudo nas regiões mal equipadas em matéria de sistema de saúde.

Em Moscovo,um hospital de quinhentos leitos,construído em algumas semanas, acolherá pacientes a partir de segunda-feira.

Maior cidade da Europa, com cerca de 12 milhões de habitantes, Moscovo está sob confinamento desde o fim de Março.

No decurso de uma conversa telefónica, com seu homólogo francês Emmanuel Macron, o Presidente Putin sugeriu  que os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU se reunissem por videoconferência, para discutir sobre como lutar eficazmente contra a pandemia de covid19. 

Japão e Rússia reforçam medidas contra covid19 depois de novos casos 18 04 2020

                  

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.