Acesso ao principal conteúdo
Canadá/ Homicídio

Canadá, Nova Escócia: homem armado mata pelo menos 18 pessoas

Portapique, província da Nova Escócia onde um homem armado matou pelo menos 16 pessoas no sábado 18/04/2020.
Portapique, província da Nova Escócia onde um homem armado matou pelo menos 16 pessoas no sábado 18/04/2020. REUTERS/John Morris
Texto por: Isabel Pinto Machado com AFP
3 min

Um homem armado de 51 anos de idade, matou pelo menos 18 pessoas, incluindo uma mulher-polícia na noite de sábado numa zona rural da  província da Nova Escócia, antes de ser abatido pela polícia 12 horas depois.

Publicidade

Com balanço ainda provisório esta segunda-feira (20/04) este foi o ataque mais mortífero na história do Canadá e ocorreu numa zona rural na cidade de Portapique, a cerca de 100 kms de Halifax, capital da província da Nova Escócia, no leste do Canadá, no passado sábado, tendo sido mortalmente baleado pela polícia este domingo (19/04), perto de Halifax, após 12 horas de perseguição.

Até ao momento desconhecem-se as motivações do homicida, identificado como Gabriel Wortman, 51 anos de idade, mas segundo a polícia o crime foi aleatório, pois várias vítimas não tinham qualquer vínculo com o atirador.

De acordo com a imprensa,o homicida, que trabalhava no sector dentário, fugiu utilisando vários veículos, incluindo um parecido com um carro da polícia e vestia um uniforme policial.

Alguns corpos foram encontrados frente e no interior de uma casa, onde a polícia compareceu após alertas de tiros, mas há outras cenas de crime.

Entre as vítimas mortais está uma mulher-polícia, com 23 anos de profissão e que deixa dois filhos e um outro polícia ficou ferido.

O primeiro-mi,istro canadiano Justin Trudeau condenou veementemente este crime que qualificou de "tragédia triste e sem sentido".

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.