Venezuela/Covid-19/Inflação

Venezuela: um morto e dois feridos em manifestações contra a fome

Caracas 17/04/2020-  imagem de arquivo
Caracas 17/04/2020- imagem de arquivo AFP/Archivos

Na Venezuela esta quinta-feira, no segundo dia de manifestações contra a carestia de vida, pelo menos uma pessoa foi morta a tiro pela polícia e duas feridas, na cidade de Upata, no estado de Bolívar, no sul do país.

Publicidade

Um jovem de 28 anos foi morto com dois tiros na cabeça, esta quinta-feira (23/04), duas pessoas ficaram feridas e dez outras foram detidas, na cidade de Upata, estado de Bolívar, no sul da Venezuela, durante protestos contra a carestia de vida e a escassez de alimentos, agravada pela pandemia de Covid-19, enquanto dezenas de lojas, sobretudo de produtos alimentares, foram saqueadas.

A Guarda Nacional Bolivariana - polícia militar - utilisou gás lacrimogéneo para dispersar centenas de manifestantes, que escreveram no local em que foi morta a vítima "morreu de fome".

O governador do Estado de Bolívar, Justo Nogueira, admitiu que o manifestante "foi atingido por um polícia, que está à disposição do Ministério Público".

A crise do coronavírus fez disparar a inflação e encarecer ainda mais os escassos bens essenciais disponíveis, enquanto grande parte do país está sem gasolina, situação agravada pelas sanções norte-americanas, em vigor desde 2017.

Milhares de venezuelanos enfrentam sérias dificuldades e manifestações de protesto ocorrem desde quarta-feira (22/04) em várias cidades, com registo de feridos, que por vezes recusam ir ao hospital, com medo de serem detidos.

A Venezuela regista oficialmente 298 casos de coronavírus e desde março foi instaurada uma quarentena preventiva para conter a propagação do vírus,  supervisionada pelas forças de segurança, o que agrava a crise económica e social e gerou milhares de desempregados suplementares.

 

 

   

   

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI