Acesso ao principal conteúdo
França/Saúde

Primeiro-ministro confirma modalidades de fim de confinamento em França

O  Primeiro-ministro francês Édouard Philippe confirmou na quinta-feira 07 de Maio  em Paris, as modalidades do levantamento do confinamento.
O Primeiro-ministro francês Édouard Philippe confirmou na quinta-feira 07 de Maio em Paris, as modalidades do levantamento do confinamento. REUTERS - POOL
Texto por: RFI
4 min

O Primeiro-ministro Édouard Philippe, secundado por vários membros do seu governo, apresentou  nesta quinta-feira as últimas recomendações sobre o fim do confinamento em França, realçando que a medida será gradual. De acordo com o chefe do Governo francês, o levantamento do confinamento e consequente retoma dos sectores económicos serão baseados na taxa de prevalência epidémica de cada região.    

Publicidade

O fim do confinamento em França, do qual o Primeiro-ministro Édouard Philippe, anunciou na tarde de quinta-feira as modalidades, a  partir de 11 de Maio, será organizado em zonas, vermelha e verde, de acordo com a taxa de prevalência da epidemia de Covid-19, em cada província.

As quatro províncias mais afectadas são île-de-France,distrito parisiense, Hauts-de-France, Grand Est, e Bourgogne-Framche-Comté, assim como o departamento ultramarino de Mayotte, no oceano Índico. Nesta última ilha, o fim do confinamento foi adiado para depois  de 11 de Maio.

De acordo com Édouard Philippe, restrições severas continuarão a ser implementadas em Paris e na sua região, bem como no nordeste da França. Ambas regiões são zonas vermelhas.

Philippe  precisou, no decurso da sua conferência de imprensa, que com o fim do confinamento a França vai ficar dividida em duas.

O  Primeiro-ministro francês destacou nomeadamente a região  do nordeste, cujo número importante de casos de Covid-19, obriga as autoridades a adiar a reabertura dos colégios.

Por outro lado, retomarão as actividades 400 mil empresas e 33 mil comércios e os lugares de culto religioso poderão voltar a funcionar a partir do fim do mês de Maio.

No que diz respeito à frequentação de praias e lagoas de lazer, caberá aos autarcas tomarem as decisões adequadas.

Édouard Philippe frisou igualmente que, depois da luta contra a covid-19, a próxima batalha será o relançamento da economia francesa.Segundo ele, a severa crise sanitária resultou no empobrecimento geral da França.

Desde que a epidemia de covid-19 foi oficialmente declarada em França, na primeira quinzena do mês de Março de 2020, o país registou a morte de 26.000 pessoas.

França confirma levantamento do desconfinamento a 11 de Maio

 

        

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.