Acesso ao principal conteúdo
Ciberataque/Reino Unido

Ciberataque a easyJet expõem dados de 9 milhões de clientes

Ciberataque a easyJet expõem dados de 9 milhões de clientes
Ciberataque a easyJet expõem dados de 9 milhões de clientes AFP/File
Texto por: RFI
2 min

A companhia britânica easyJet foi alvo de um ciberataque «altamente sofisticado». A informação pessoal de viagens de 9 milhões de clientes foi exposta, incluindo os dados de cartões de crédito de 2.208 passageiros.

Publicidade

Já bastante afectada pela crise da Covid-19, a companhia aérea britânica easyJet anunciou, esta terça-feira, ter sido alvo de um ciberataque «altamente sofisticado», onde a informação de 9 milhões de clientes foi exposta.

«Nós temos medidas de segurança robustas para proteger os dados pessoais dos nossos clientes. Contudo, a ameaça é evolutiva à medida que os ciberataques se tornam cada vez mais sofisticados», argumentou num comunicado, o CEO da easyJet.

Os piratas informáticos acederam aos contactos de e-mail e detalhes sobre viagens de 9 milhões de pessoas e conseguiram furtar dos dados de cartões de crédito de 2.208 passageiros.

A companhia tentou tranquilizar os clientes assegurando que, até ao momento, não «há provas que os dados pessoais tenham sido utilizados para fins nocivos».

Ainda assim, a easyJet, que pediu aos clientes para estarem atentos, está a contactar com os passageiros, cujos dados terão sido expostos durante o ciberataque «para os aconselhar e minimizar potenciais riscos».

Este ciberataque ocorre numa altura em que a companhia se encontra financeiramente bastante enfraquecida, como todo o sector aéreo, pela pandemia da Covid-19, que levou a uma paragem dos voos a nível mundial.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.