Acesso ao principal conteúdo

Avião com mais de 100 pessoas a bordo cai no Paquistão

Local onde se despenhou, esta sexta-feira, um avião da Pakistan International Airlines. Carachi, 22 de Maio de 2020.
Local onde se despenhou, esta sexta-feira, um avião da Pakistan International Airlines. Carachi, 22 de Maio de 2020. AFP - RIZWAN TABASSUM
Texto por: RFI
3 min

Um avião da Pakistan International Airlines despenhou-se, esta sexta-feira, numa área residencial perto do aeroporto de Carachi, no Paquistão. A bordo estavam mais de 100 pessoas. Há, pelo menos, dois sobreviventes.

Publicidade

Um avião da Pakistan International Airlines, com mais de 100 pessoas a bordo, caiu na cidade paquistanesa de Karachi. O porta-voz da companhia, Abdullah Hafeez, informou que o aparelho transportava 99 passageiros e sete tripulantes e que o piloto indicou que havia um problema técnico

OAirbus A320 estava ao serviço da Pakistan Airlines há 15 anos. O voo PK8303 descolou de Lahore e deveria aterrar às 14h30 (hora local), no Aeroporto Internacional de Jinnahg, em Carachi, a cidade mais populosa do Paquistão, com 16 milhões de habitantes, mas desapareceu dos radares.

Imagens transmitidas pela televisão pública do país mostram que o aparelho se despenhou num bairro residencial.

O Ministério da Saúde declarou emergência em todos os principais hospitais de Carachi. O autarca da cidade indicou que as autoridades não pensam encontrar sobreviventes, mas pelo menos dois passageiros sobreviveram. Um deles é o presidente do Banco do Pujab, Zafar Masud, de acordo com um porta-voz do governo da província. 

O primeiro-ministro, Imran Khan, disse estar “chocado e triste” e prometeu um “inquérito imediato” sobre as causas do acidente.

O acidente surge dias depois de o país ter retomado as viagens aéreas internas, após o confinamento desencadeado pela pandemia de covid-19.

Nos últimos anos, houve vários acidentes com aviões e helicópteros civis e militares no Paquistão. Em 2016, o voo PK-661 da mesma companhia aérea, com 48 pessoas a bordo, despenhou-se no norte do país e não houve sobreviventes. Em 2010, um Airbus 321, da companhia Airblue, despenhou-se antes de chegar a Islamabad, tendo feito 152 mortos.

O acidente mais mortífero da Pakistan Airlines foi em 1992, quando um A300 se despenhou perto de Katmandou, no Nepal, matando 167 pessoas.

A Pakistan International Airlines era uma das maiores companhias mundiais até aos anos 70, mas problemas financeiros, má gestão, anulações e atrasos mancharam a sua reputação.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.