Acesso ao principal conteúdo
Futebol

Futebol: FC Porto e SL Benfica entram em campo a pensar na liderança isolada

FC Porto e SL Benfica estão na luta pelo título de campeão português.
FC Porto e SL Benfica estão na luta pelo título de campeão português. © AFP - MIGUEL RIOPA
Texto por: Marco Martins
4 min

O FC Porto e o SL Benfica jogam nesta terça-feira, respectivamente frente ao Boavista e frente ao Santa Clara. A retoma tem sido complicada para cada equipa, o que significa que surpresas poderão acontecer.

Publicidade

Os dois líderes do campeonato português da primeira divisão de futebol, FC Porto e SL Benfica, têm 64 pontos após 27 jornadas, quando faltam apenas 7 jogos para o fim do campeonato.

Dérbi perigoso para o FC Porto

Os dragões recebem nesta terça-feira o Boavista, no dérbi da cidade do Porto. No historial dos confrontos entre as duas equipas, os portistas estão em clara vantagem.

Desde 2014 que o FC Porto não alcança um outro resultado sem ser um triunfo perante os axadrezados. Em setembro de 2014 as duas equipas tinham empatado sem golos no Estádio do Dragão.

Desde então foram 11 triunfos para o FC Porto em jogos a contar para o campeonato e um a contar para a Taça.

Todavia o resultado desta terça-feira poderá ser diferente. Desde a retoma os dragões perderam frente ao Famalicão (2-1), empataram frente ao Aves (0-0) e venceram por 1-0 o Marítimo.

Isto enquanto o Boavista perdeu frente ao Moreirense (0-1) mas venceu por o Sporting de Braga (1-0) e o Vitória de Setúbal (3-1).

Esta retoma não tem sido fácil para os dois líderes. O Benfica também tem passado por dificuldades.

Benfica recebe açorianos

Os encarnados recebem o Santa Clara no Estádio da Luz, onde já não ganham desde o 4 de Fevereiro frente ao Famalicão (3-2).

Aliás os resultados do Benfica não têm sido muito favoráveis. Desde a retoma foram dois empates, frente ao Tondela (0-0) e ao Portimonense (2-2), e um triunfo por 1-2 na deslocação ao terreno do Rio Ave.

Quanto ao Santa Clara, que joga as partidas em casa na Cidade do Futebol em Algés, perto de Lisboa, visto que a DGS - Direcção Geral da Saúde - não permitiu que os jogos decorram nos Açores, ainda não perdeu desde a retoma: dois empates, frente ao Portimonense (1-1) e ao Vitória de Setúbal (2-2) e um triunfo por 3-2 frente ao Sporting de Braga.

No que diz respeito ao historial, o Santa Clara nunca venceu o Benfica. O único resultado «positivo», ou seja que não foi uma derrota, foi um empate sem golos em Ponta Delgada em Abril de 2002. No total foram nove triunfos para os encarnados e um empate.

Aliás no último encontro, que decorreu a 9 de Novembro de 2019, o Benfica venceu por 1-2 na deslocação ao terreno do Santa Clara, que ainda jogava no seu estádio na Ilha de São Miguel.

No entanto a retoma já trouxe várias surpresas e nenhum jogo pode ser visto como ‘fácil’.

Para Hugo Marques, guarda-redes luso-angolano do Farense, vai haver luta até ao fim para o título de campeão, admitindo que jogar sem público prejudica os "grandes" de Portugal que se apoiam muito na massa associativa.

"Há jogos importantes. O Porto ainda joga frente ao Sporting CP, o Sporting CP joga com o Benfica. Há ali jogos ainda muito importantes. Mas não vou esconder que tenho uma preferência, porque fiz lá formação, pelo FC Porto. Vai haver campeonato até ao fim e o Porto tem que continuar a ser forte", começou por afirmar o internacional angolano, antes de abordar as dificuldades pelas quais passam os grandes: "Tenho seguido muito a liga portuguesa. Parecem jogos de treino e, assim, sem a pressão do público as equipas ditas mais 'pequenas" transcendem-se, conseguem fazer resultados fortes. Sem o público é muito diferente, o árbitro não tem pressão, os jogadores, se calhar, não fazem outro tipo de pressão no árbitro por causa disso. E os jogadores também não conseguem correr mais por causa disso, porque o apoio do público dá-nos muita força. Sem público, o futebol muda muito", resumiu Hugo Marques.

O guarda-redes também lembrou que o Farense fez muito falta na elite portuguesa, sendo que o clube sobe à primeira divisão: "O Farense fez muito falta. Está a voltar e bem à primeira divisão. Vai ser um desafio enorme e vai ser bonito ver o São Luís com o Estádio repleto, porque aquilo é a nossa força", concluiu Hugo Marques.

Hugo Marques, guarda-redes do Farense

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.