Brasil/Meio ambiente

Dia da Amazónia com em o pano de fundo a queima da floresta tropical

Cena na Amazónia com os macacos amarelos
Cena na Amazónia com os macacos amarelos © L.Silva/RFI

Na véspera do Dia da Amazonia, a Amnistia Internacional alerta para o "número alarmante" de novos incêndios que lavram na Amazónia brasileira. A ONG acusa as autoridades do país de não protegerem a terra e os direitos humanos na floresta tropical. Até 31 de Agosto,ocorreram 63 mil incêndios. O Presidente brasileiro, defendeu as políticas do seu Governo para a Amazónia e disse que há uma "campanha" contra o Brasil por causa dos incêndios. Jair Bolsonaro  qualificou as ONG de cancro que nao consegue matar.

Publicidade

O  Presidente do Brasil, Jair  Bolsonaro,  declarou que ele não conseguia "matar o cancro"    que  segundo ele  representam as  organizações ambientalistas.   Bolsonaro denunciou o que  para ele  é  uma  "conspiração internacional"  responsável  pe los  incêndios que  estão a devastar a  floresta  amazónica.

"Como sabem, no que me diz  respeito, as  ONGs não têm voto na matéria. Eu tenho diso firma perante as mesmas, mas não consigo matar o cancro que  são a maioria das ONGs",  afirmou nesta quinta o chefe de Estado brasileiro no decurso da sua comunicação semanal, efectuada a através  da rede social  Facebook.

O  presidente  brasileiro  da  extrema-direita  criticou também as campanhas,  segundo ele, orquestradas por "bufos"  que o acusam  de  incendiar  a  Amazónia.

Bolsonaro, fazia alusão a campanha lançada esta semana   na rede internet por um grupo de ONGS, intitulada  "Defundbolsonaro.org".

De acordo com o general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional  do executivo de Jair Bolsonaro, por detrás das críticas das ONGS,estão interesses  que vão muito além da preservação da Amazónia.

Este novo ataque do chefe de Estado brasileiro às ONGS, ocorre na véspera da celebração de mais um "Dia  da Amazónia",celebrado anualmente em cada 5 de Setembro e instituído em 19 de Setembro de 2007, para conscientizar a sociedade sobre a importância  de preservar a maior floresta tropical do mundo e a riqueza da biodiversidade da Amazónia.

O dia de 5 de Setembro foi escolhido, pelas autoridades brasileiras em 200, em homenagem à criação em 1850 pelo imperador D.Pedro II do Brasil da então Província do Amazonas, na referida data. 

Dia da Amazónia

           

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI