Alemanha/Relações Internacionais

Alemanha quer explicações da Rússia sobre caso de Alexeï Navalny

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha,Heiko Maas, afirma que o seu país está decidido a ter uma uma reacção conjunta com os seus aliados europeus, se a Rússia não der explicações  sobre o caso do opositor russso Alexeï Navalny.
O ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha,Heiko Maas, afirma que o seu país está decidido a ter uma uma reacção conjunta com os seus aliados europeus, se a Rússia não der explicações sobre o caso do opositor russso Alexeï Navalny. © AFP/Louisa GOULIAMAKI

A  Alemanha, na  actual presidência  rotativa  da União Europeia, vai avaliar a  aplicação de novas sanções contra a Rússia, se este país não der explicações sobre o alegado envenamento do opositor russo Alexeï  Navalny, actualmente hospitalizado em Berlim. Moscovo refuta as acusações alemães e pede que lhe sejam fornecidos os resultados dos exames efectuados pelos médicos alemães sobre o estado de saúde de Navalny. Círculos afectos ao governo alemão afirmam que o caso Navalny poderia pôr em causa a conclusão do gaseoduto Nord Stream 2 destinado a fornecer a Europa ocidental com gás  russo.

Publicidade

A  Alemanha  afirmou  a semana passada que haviam provas clara  de  que o opositor russo  Alexeï  Navalny tinha  sido  envenenado com o gás nervoso Novichok,  agente tóxico  utilizado durante a  época soviética.

Segundo o chefe  da diplomacia alemã Heiko Maas, se as  autoridades russas não estão  implicadas, no alegado envenenamento de Navalny, então deverão dar  explicaçoes sobre, o  que Maas qualificou de crime grave,  em  declarações feitas ao tablóide alemão, Bild.

Heiko Maas, anunciou que o seu país encara a possibilidade de uma reacção conjunta com os seus aliados da União Europeia, em caso de a Rússia não esclarecer a sua posição.

O  Kremlin rejeita qualquer responsabilidade sobre o estado actual de saúde  de Navalny e o  seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergeï Lavrov, afirmou que  a Alemanha deve comunicar o resultado das investigações alemães ao Procurador de Moscovo.

A porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova acusou domingo a Alemanha  de adiar os esforços para investigar  o caso Navalny.  Será que a Alemanha o faz de propósito?Perguntou Zakharova.

Berlim considera o caso Navalny como mais uma provocação de Moscovo, que poderá afectar as relações bilaterais germano-russas.

Heiko Maas, sublinhou que espera, que a Alemanha não seja constrangida a pôr em causa a construção do gaseoduto Nord Stream 2, destinado a fornecer gás russo a  Europa ocidental.

Os Estados Unidos tem pressionado particularmente a Alemanha para abandonar o projecto Nord Stream 2, sob alegações de que o mesmo porá em causa a segurança da Europa.

Sectores alemães hostis à chanceler Angela Merkel e favoráveis à Washington, afirmam que Nord Stream 2, é uma arma estratégica de Vladimir Putin contra a Europa, através da qual ele terá uma fonte de receitas para manter a guerra contra o seu  próprio povo.

Em declarações efectuadas recentemente, por ocasião do seu périplo europeu, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, afirmou que os Estados Unidos  fariam tudo em seu poder para bloquear o projecto  do gaseoduto Nord Stream 2.  

Washington propôs reiteradamente, aos seus aliados europeus, a compra de gás norte-americano para satisfazer as suas necessidades energéticas.  

Alemanha quer explicações da Rússia sobre caso Navalny 06 09 2020

      

   

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI