Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Hong Kong: polícia reprime manifestantes contra adiamento das eleições legislativas

Áudio 08:03
Polícia anti-motim de Hong Kong dispersa manifestantes pró-democracia, que protestam contra o adiamento das eleições legilstivas, inicialmente previstas para 6 de Setembro de 2020, mas adiadas de um ano devido à pandemia da Covid-19.
Polícia anti-motim de Hong Kong dispersa manifestantes pró-democracia, que protestam contra o adiamento das eleições legilstivas, inicialmente previstas para 6 de Setembro de 2020, mas adiadas de um ano devido à pandemia da Covid-19. Tyrone Siu/Reuters

Em Hong Kong, segundo a policia, 289 pessoas foram detidas este domingo, quando manifestavam desafiando a lei de segurança nacional, para protestar contra o adiamento das eleiçoes legislativas, previstas para 6 de Setembro e adiadas por um ano, a pretexto da pandemia de Covid-19. José Rocha Diniz, proprietario do jornal Tribuna de Macau, território onde reside hà 38 anos, considera que a lei de segurança "limita as liberdades", admite que "pela constituiçãop a China é uma ditadura", mas acusa os manifestantes de não terem um "fio comum", a não ser a reivindicação de independência, o que segundo ele é impossível.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.