Convidado

Seis jovens portugueses são as novas vozes da causa climática europeia

Áudio 06:59
Parque Death Valley, na Califórnia, quando atingiu recorde de temperatura a 16 de Agosto de 2020.
Parque Death Valley, na Califórnia, quando atingiu recorde de temperatura a 16 de Agosto de 2020. AFP - MARIO TAMA

São seis portugueses, têm entre 8 e 21 anos, e levaram 33 Estados europeus ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. Querem ser ouvidos em nome do futuro do planeta e querem que os governos, incluindo o de Portugal, ajam já para travar as alterações climáticas. A RFI falou com Catarina Mota e Martim Agostinho sobre as motivações e as expectativas do processo.

Publicidade

Catarina, Cláudia, Martim, Mariana, Sofia e André são as novas vozes da causa climática europeia, depois de terem seguido o desafio de Rita Mota para criarem um processo na Global Legal Action Network para apresentar no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. A acção deu entrada dia 3 de Setembro e quer obrigar 33 Estados europeus a agirem para travar as alterações climáticas. Como? Oiça as entrevistas a Catarina Mota e a Martim Agostinho neste programa.

Seis portugueses levam urgência climática ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

 

André e Sofia Oliveira são dois dos jovens que também se juntaram à acção.
André e Sofia Oliveira são dois dos jovens que também se juntaram à acção. © https://youth4climatejustice.org/media.html
Cláudia, Martim, Catarina e Mariana são os quatro jovens de Leiria a participar na acção no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos.
Cláudia, Martim, Catarina e Mariana são os quatro jovens de Leiria a participar na acção no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. © https://youth4climatejustice.org/media.html

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI