Acesso ao principal conteúdo
Alemanha/Política

Alexeï NaValny afirma estar melhor e pretender voltar para a Russia

Alexeï Navalny rodeado pela sua esposa e filhos. Uma  fotografia publicada nas redes sociais. O opositor russo afirma estar melhor  e  que vai regressar ao seu  país.
Alexeï Navalny rodeado pela sua esposa e filhos. Uma fotografia publicada nas redes sociais. O opositor russo afirma estar melhor e que vai regressar ao seu país. Instagram account @navalny/AFP
Texto por: RFI
4 min

O opositor russo Alexeï Navalny vítima de uma tentativa de envenenamento, segundo a Alemanha onde ele está a ser tratado,recorreu na terça-feira as redes sociais  para  informar que se sente melhor e que já consegue respirar sem assistência. Navalny afirmou que por enquanto não pode fazer esforços. Ele saudou os seus partidários e disse que vai regressar à Rússia.     

Publicidade

Vítima de uma alegada tentativa de envenenamento,no mês de Agosto no seu país, o advogado  e  opositor russo Alexeï  Navalvy, continua  hospitalizado  na Alemanha, para  onde  ele  foi transferido à  pedido da sua família.

"Por  enquanto não posso fazer nada , mas ontem consegui respirar todo o dia  sem  qualquer assistência"   afirmou Navalny  através  das redes sociais.

O opositor russo,conhecido no seu país por denunciar a corrupção,  foi vítima de um mal-estar no passado dia 20 de Agosto, quando viajava de avião entre a Sibéria e Moscovo, depois de ter tomado chá no aeroporto. Inicialmente hospitalizado em Omsk, na Sibéria, Alexeï Navalny foi transferido dois dias depois para a Alemanha.

A Alemanha  anunciou, no início do mês de Setembro, que os exames médicos aos quais foi submetido Navalny,provavam que o opositor russo tinha sido envenenado com um agente tóxico da família do Novitchok.

As autoridades russas rejeitaram o diagnóstico alemão e  pediram que lhes fossem enviados os resultados dos referidos exames. Até a data a Alemanha não o efectuou.

Em França, o Presidente Emmanuel Macron, corroborou a tese alemã, e afirmou que Navalny foi vítima de uma "tentativa de assassínio".

Os dois países da União Europeia continuam a pedir explicações a Rússia, que por  seu lado questiona o alegado envenenamento de Navalny.

O jornal norte-americano New York Times, citou na terça-feira um membro dos serviços de segurança da Alemanha, que afirmou que Alexeï Navalny conversou com um procurador alemão e tenciona regressar à Rússia  logo que a sua saúde estiver restabelecida.   

Opositor russo Alexei Navalny afirma estar melhor

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.