Acesso ao principal conteúdo
Futebol

FIFA: Tribunal suíço pediu 28 meses de prisão para o Presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi

Jérôme Valcke (esquerda) e Nasser Al-Khelaifi (direita), foram acusados de corrupção na atribuição dos direitos televisivos dos Campeonatos do Mundo de 2026 e 2030.
Jérôme Valcke (esquerda) e Nasser Al-Khelaifi (direita), foram acusados de corrupção na atribuição dos direitos televisivos dos Campeonatos do Mundo de 2026 e 2030. © REUTERS/Arnd Wiegmann - Montage/RFI
Texto por: Marco Martins
2 min

28 meses de prisão é o que pede o Tribunal suíço para o Presidente do Paris Saint-Germain, o Qatari Nasser Al-Khelaifi, acusado de corrupção na atribuição dos direitos televisivos dos Campeonatos do Mundo de 2026 e 2030.

Publicidade

O Presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaifi, e o antigo número 2 francês da FIFA, Jérôme Valcke, estão a ser julgados no Tribunal Criminal Federal de Bellinzona, na Suíça, por corrupção na atribuição dos direitos televisivos dos Campeonatos do Mundo de 2026 e 2030.

Segundo o tribunal suíço, durante o Verão de 2013, Jérôme Valcke pediu ajuda a Nasser Al-Khelaifi para comprar uma casa na Sardenha, em território italiano, isso num momento em que os direitos televisivos dos Mundiais de 2026 e 2030 para a África do Norte e o Médio Oriente estavam a ser negociados.

Nasser Al-Khelaifi, também Presidente do canal televisivo qatari BeIN, comprou a casa que cedeu ao antigo dirigente francês da FIFA, organismo que gere o futebol mundial.

Os dois homens asseguraram que foi um acordo privado e que não havia nenhuma ligação com os acordos dos direitos televisivos assinados em 2014 pelo canal televisivo BeIN.

De notar que BeIN, único candidato a adquirir os direitos, pagou 480 milhões de euros, um aumento de 60% em relação ao contrato dos Mundiais 2018 e 2022. Um acordo favorável à FIFA.

A decisão do tribunal deverá ser conhecida a 30 de Outubro de 2020.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.