Acesso ao principal conteúdo
Estados Unidos

Estados Unidos: Protestos contra decisão de justiça no caso Breonna Taylor

Confrontos ocorreram na quarta-feira à noite nos Estados Unidos em Louisville, no estado norte-americano do Kentucky, entre manifestantes e a polícia.
Confrontos ocorreram na quarta-feira à noite nos Estados Unidos em Louisville, no estado norte-americano do Kentucky, entre manifestantes e a polícia. © REUTERS/Bryan Woolston
Texto por: Marco Martins
3 min

Confrontos ocorreram na quarta-feira à noite nos Estados Unidos em Louisville, no estado norte-americano do Kentucky, em protesto contra a decisão de justiça no caso Breonna Taylor. Os três agentes da polícia envolvidos na morte da jovem afro-americana não foram acusados.

Publicidade

Centenas de pessoas protestaram nas ruas de Louisville para mostrar o descontentamento na decisão de justiça no caso da morte da afro-americana Breonna Taylor.

Confrontos ocorreram entre os manifestantes e a polícia. Durante esses protestos, dois polícias ficaram feridos por tiros disparados em Louisville, indicou o chefe interino da Polícia de Louisville, Robert Schroeder.

De notar que a cidade tem um recolher obrigatório, que foi decretado pelo presidente da Câmara de Louisville, Greg Fischer, momentos antes de ser conhecida a decisão de justiça.

Recorde-se que o grande júri do estado norte-americano do Kentucky decidiu não acusar nenhum elemento da polícia de Louisville na morte de Breonna Taylor. A justiça norte-americana concluiu que os polícias agiram em legítima defesa.

Um dos três agentes da polícia foi, no entanto, acusado de disparos contra apartamentos na vizinhança, uma negligência que lhe valeu de ter de pagar uma fiança de 15 000 dólares para ser libertado.

Homenagem a Breonna Taylor.
Homenagem a Breonna Taylor. © REUTERS

O caso Breonna Taylor

Breonna Taylor, profissional de saúde de 26 anos, foi baleada por polícias quando estes entraram em sua casa com um mandado de captura, mas sem bater à porta, o que lhes é permitido com o mandado nos Estados Unidos

Kenneth Walker, namorado de Breonna Taylor, disparou quando a polícia entrou em casa, atingindo um dos polícias numa perna. Esta iniciativa policial fazia parte de uma investigação de tráfico de droga a 13 de Março.

Durante o tiroteio Breonna Taylor acabou por ser atingida por cinco balas das 32 que foram disparadas.

De referir ainda que as autoridades de Louisville pagaram 12 milhões de dólares à família de Breonna Taylor, a 15 de Setembro, para evitar um processo contra os três polícias envolvidos, prometendo também reformas no sistema policial.

Donald Trump e Joe Biden na luta pelas Presidenciais

A luta para as Presidenciais continua intensa em território norte-americano e os dois candidatos pronunciam-se sobre todos os assuntos.

Neste caso especificamente, Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos, ofereceu a ajuda do Governo federal para conter os protestos na cidade de Louisville, enquanto Joe Biden, candidato presidencial democrata, apelou a manifestações pacíficas e defendeu que se tem de resolver os problemas do uso de força excessiva pela polícia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.