Acesso ao principal conteúdo
Futebol

Édouard Mendy, senegalês com origens guineenses estreou-se com o Chelsea

Édouard Mendy, internacional senegalês do Chelsea.
Édouard Mendy, internacional senegalês do Chelsea. © AFP - MATT DUNHAM
Texto por: Marco Martins
3 min

O guarda-redes Édouard Mendy, nascido em França, com origens senegalesas e guineenses, estreou-se com o clube inglês do Chelsea, ele que chegou à equipa londrina durante este mercado de transferências.

Publicidade

25 milhões de euros foi quanto custou o guarda-redes Édouard Mendy aos cofres dos britânicos do Chelsea que queriam contratar um jogador para essa posição, fazendo assim concorrência ao espanhol Kepa Arrizabalaga.

Édouard Mendy estreou-se na terça-feira 29 de Setembro frente ao Tottenham, um jogo que o Chelsea acabou por perder.

Os ‘Blues’ até começaram melhor com um tento apontado pelo avançado alemão Timo Werner aos 19 minutos de jogo.

Os ‘Spurs’, comandados pelo treinador português José Mourinho, tentaram reagir, mas a estreia do guarda-redes senegalês com origens guineenses foi de alto nível com várias defesas importantes a negar o golo ao Tottenham.

O tento que deu o empate acabou por acontecer aos 83 minutos num momento de atrapalhação dos defesas do Chelsea que deixaram o avançado Erik Lamela empurrar a bola para o fundo da baliza de Édouard Mendy.

O jogo a contar para a quarta ronda da Taça da Liga inglesa, ‘Carabao Cup’, foi decidido na marcação das grandes penalidades que o Tottenham venceu por 5-4.

Os ‘Spurs’ de José Mourinho apuraram-se para os quartos-de-final da prova, dois dias antes de defrontar o Maccabi Haifa para a Liga Europa, num calendário sobrecarregado para a equipa de Londres.

O primeiro dérbi, e primeiro jogo, de Édouard Mendy acabou com uma derrota mas a exibição do guarda-redes deixou antever uma luta intensa com o espanhol Kepa Arrizabalaga.

Édouard Mendy, guarda-redes do Chelsea.
Édouard Mendy, guarda-redes do Chelsea. © AFP - NEIL HALL

Édouard Mendy, internacional senegalês com origens guineenses

Nascido a 1 de Março de 1992, hoje com 28 anos, na cidade de Montivilliers em França, o guarda-redes formado na cidade du Havre, passou sem sucesso pelas reservas do Marselha, antes de assinar pelo Stade de Reims.

O guarda-redes conseguir impor-se no clube de Reims e mostrou ser um dos melhores guarda-redes da Ligue 1, o campeonato francês da primeira divisão. 

Durante o Verão de 2019 o atleta senegalês é transferido para o Rennes numa transferência avaliada em 4 milhões de euros.

Após uma temporada em que o Stade Rennais apurou-se para a Liga dos Campeões europeus, Édouard Mendy não deixou escapar a oportunidade de representar um dos ‘grandes’ da Europa, o Chelsea.

Recorde-se que Édouard Mendy, cujo pai é da Guiné-Bissau, até representou os ‘Djurtus’ num jogo amigável, no entanto decidiu depois representar o Senegal, sendo agora titular da Selecção senegalês e tendo participado ao CAN 2019 no Egipto.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.