Acesso ao principal conteúdo
Ciclismo

Giro: João Almeida ganhou tempo aos adversários e segurou a ‘cor-de-rosa’

João Almeida, ciclista português.
João Almeida, ciclista português. © AFP - LUCA BETTINI
Texto por: Marco Martins
3 min

O ciclista português João Almeida (Deceuninck-Quick Step) é cada vez mais líder e continua com a ‘cor-de-rosa’ após a 14ª etapa da Volta a Itália em bicicleta. O vencedor da etapa foi o italiano Filippo Ganna (INEOS Grenadiers).

Publicidade

A 14ª etapa, um contra-relógio entre as cidades de Conegliano e de Valdobbiadene numa distância de 34 quilómetros, foi arrecadada pelo italiano Filippo Ganna (INEOS Grenadiers). O ciclista português João Almeida (Deceuninck-Quick Step) terminou no 6° lugar a 1 minuto e 31 segundos do vencedor da etapa.

O líder luso da prova ganhou tempo aos adversários directos visto que o segundo lugar classificado, o holandês Wilco Kelderman (Team Sunweb), perdeu 16 segundos.

João Almeida, 12° dia com a ’cor-de-rosa

O ciclista português João Almeida continua a envergar a camisola cor-de-rosa. O segundo lugar está na posse do holandês Wilco Kelderman (Team Sunweb) que tem 56 segundos de atraso, enquanto o terceiro lugar com dois minutos e 11 segundos de atraso, em relação ao líder, é ocupado pelo espanhol Pello Bilbao (Bahrain - McLaren).

João Almeida vai pelo décimo segundo dia consecutivo envergar a camisola de líder da Volta a Itália, no domingo, ele que também lidera a classificação da Juventude, camisola branca, tendo 2 minutos e 23 segundos de vantagem em relação ao norte-americano Brandon McNulty (UAE-Team Emirates).

Em declarações aos jornalistas, João Almeida, ciclista português de 22 anos, estava satisfeito por ter ganho tempo aos adversários: «Tudo estava a correr como tínhamos planeado, mas depois da fase inicial senti algumas dificuldades nos quilómetros seguintes. Mas no final, na última subida, senti-me bem, dei tudo, pois sabia que no final era a descer. Não arrisquei tanto nas curvas nessa fase e talvez tenha perdido algum tempo aí, mas acho que no final de contas foi muito bom. Esperava tirar tempo a alguns rivais, mas não a todos, especialmente ao Kelderman. Ele é muito bom no contra-relógio e estou muito surpreendido com isso. Acho que até agora tenho sido um bom trepador, será um dia difícil (ndr: no domingo). Tenho um minuto para o Kelderman, por isso, se for tranquilo, fizer a minha subida... Vamos começar amanhã (ndr: domingo) sem qualquer pressão», concluiu.

De notar igualmente que o português Ruben Guerreiro (EF Pro Cycling), de 26 anos, lidera a classificação de melhor trepador, a camisola azul, com 87 pontos.

A 15ª etapa do ‘Giro’ versão 2020 decorre neste domingo entre a Base Aerea Rivolto e Piancavallo numa distância de 185 quilómetros.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.